“Medronho Todos os Dias” é servido no ecrã de festival de cinema romeno

Filme «acompanha o saber singular do processo de produção de aguardente de medronho e a sua presença por toda a região de Monchique»

O filme “Medronho Todos os Dias”, realizado por Sílvia Coelho e Paulo Raposo, foi selecionado para o festival NAFA – International Ethnographic Film Festival que decorre entre 11 e 15 de Setembro, em Cluj-Napoca (Roménia).

“Medronho Todos os Dias” integrará a programação da 38ª edição do festival que se realiza desde 1979 e que este ano é organizado pelo Ciné-Trans, em colaboração com a Universidade de Babeș-Bolyai.

Este filme, rodado durante dois anos, «acompanha o saber singular do processo de produção de aguardente de medronho e a sua presença por toda a região de Monchique, promovendo a sua matriz identitária e desvelando esta cultura ancestral, cada vez mais ameaçada tanto pelo fogo como pela desertificação», dizem os realizadores.

O filme foi distinguido com uma Menção Honrosa do Prémio Fundação INATEL para Melhor Filme de Temática Associada a Práticas e Tradições Culturais e ao Património Imaterial da Humanidade no festival DocLisboa 2017.

Os realizadores estarão presentes no festival com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

Este filme também vai ser exibido no próximo dia 29 de Setembro, às 21h00, nos Monumentos Megalíticos de Alcalar, em Portimão, no âmbito da iniciativa “Um Mar de Filmes”. 

 

Comentários

pub
pub