Sandra Ramos destituída de presidente da Ambifaro

Operação “Mercado Aberto” está a investigar ligações suspeitas entre a Câmara e a AmbiFaro

Sandra Ramos foi, esta sexta-feira, 19 de Julho, destituída do cargo de presidente da empresa municipal Ambifaro. A decisão foi tomada por Rogério Bacalhau, presidente da Câmara, que nomeou a vereadora Sophie Matias como a nova líder. 

Para vogais, Bacalhau escolheu os vereadores Adriano Guerra, que substitui a nova presidente nas suas faltas e impedimentos, e Carlos Baía.

O Sul Informação sabe que Hugo Geraldo, antigo diretor geral da AmbiFaro, também saiu do cargo, sendo substituído por Vanda Vicente, dos quadros da Ambifaro.

Segundo a autarquia, estas decisões prendem-se «com a necessidade imperiosa de defender o interesse público, através da conservação de um clima de total estabilidade e serenidade na relação da Ambifaro E. M. e do Mercado Municipal com os colaboradores da empresa, com os operadores e, ainda, com todos os parceiros».

 

Sophie Matias

 

Estes são «factores que consideramos essenciais para a assunção dos importantes desafios que se avizinham e para a manutenção do caminho de recuperação da credibilidade e da operacionalidade do Mercado Municipal e da Ambifaro», acrescenta.

Em comunicado, a autarquia reafirma a «total disponibilidade» para continuar a colaborar com as Autoridades em todas as diligências que estas entendam necessárias e, designadamente, na investigação que está em curso».

No início deste mês de Junho, houve buscas na Câmara de Faro, devido a suspeitas dos crimes de «participação económica em negócio, corrupção passiva e ativa, peculato, prevaricação e abuso de poderes».

Paulo Santos, vice-presidente da autarquia, e Sandra Ramos, da AmbiFaro, foram constituídos arguidos.

Rogério Bacalhau, nesta nota de imprensa, garante que «mantém a sua confiança pessoal em todos os membros e colaboradores do universo municipal, em quem, até prova em contrário, sempre acreditará sem reservas».

Comentários

pub
pub