Encontro Nacional de Cineclubes começa hoje em Faro e Olhão

Encontro mobiliza cineclubistas de todo o país

A promoção do cinema de língua portuguesa, a lusofonia e os desafios do cineclubismo no século XXI são os grandes temas do 23º Encontro Nacional de Cineclubes, que começa hoje, 14 de Dezembro, e decorre até domingo, dia 16, em Faro e Olhão, com a presença de Cineclubes de todo o país e mesmo do estrangeiro.

A organização explica que «o Encontro Nacional de Cineclubes é um espaço onde os cineclubes nacionais podem ter uma colaboração direta com os seus pares nos seus projetos, promovendo e divulgando as atividades e sessões regulares de exibição dos associados a nível nacional».

Esta noite, após um jantar, haverá, às 22h00, uma tertúlia no Restaurante A Venda, em Faro, sobre «A Produção de Cinema no Algarve»”, com a presença de André Badalo, Marcos Badalo, Vera Casaca (Original Features), Nelson Martins (Koto Studios), Hernâni Maria Cabral (Paradoxon) e Bruno Silva (Universidade do Algarve).

Amanhã, sábado, dia 15, às 10h00, no IPDJ de Faro, começa o seminário «Cineclubismo: Direitos de Autor, Distribuição e Exibição», com Luís Silveira Botelho, Inspetor-Geral das Atividades Culturais.

Às 15h00, terá lugar o seminário “Literacia do Cinema”, com Ana Isabel Soares (CIAC), Lurdes Martins (Espalha Fitas / Palha de Abrantes), Isabel Catarina Mateus (Escola Secundária Tomás Cabreira / Cineclube de Faro).

A partir das 17h00, serão exibidas curtas-metragens produzidas no Algarve: “Ao Telefone com Deus”, de Vera Casaca (2017), 14′; “Catarina e os Outros”, de André Badalo (2011), 15′; “Conto do Vento”, de Cláudio Jordão e Nelson Martins (2010), 12′; “15 Bilhões de Fatias de Deus”, de Cláudio Jordão (2013), 9′; e ainda “Faminto”, de Hernâni Maria Cabral, (2011), 4′.

Após o jantar, os participantes irão assistir à sessão inaugural da nova temporada do festival «Video Lucem», promovido pelo Cineclube de Faro, no âmbito da programação do 365Algarve.

Será no Antigo Armazém da Conserveiras do Sul, em Olhão, que às 21h30, terá lugar o cineconcerto, que inclui a exibição do filme mudo inacabado «O Homem dos Olhos Tortos», de Leitão de Barros e Luís Reis Santos, produzido em Portugal em 1919 (63’), que será acompanhado com música ao vivo por Júlio Resende e Salvador Sobral.

No domingo, dia 16, às 10h00, de novo no IPDJ em Faro, terá lugar a Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Cineclubes e a Apresentação do Dia dos Cineclubes.

Para as 14h30, está marcada a homenagem e apresentação do Prémio António Loja Neves, um cineclubista histórico de Faro, seguida do lançamento de número especial da revista “Cinema”.

Este encontro mobiliza cineclubistas de todo o país. A implantação das associações filiadas na FPCC estende-se do Minho ao Algarve, passando por várias ilhas dos Açores. Mas o encontro contará ainda com a presença de cineclubes de outros países bem como da Federação Internacional de Cineclubes.

O evento é aberto ao público em geral, «promovendo-se pontes culturais e acima de tudo divulgando o movimento cineclubista fora dos seus círculos».

As sessões de cinema são abertas ao público-geral, custando os bilhetes 4 euros para o público em geral, e 3 euros para estudantes e associados de cineclubes federados. Os seminários são de acesso livre.

 

Mais informações aqui: http://www.fpcc.pt/encc/

 

 

Comentários

pub
pub