Alemão vence etapa, “louletano” expulso e tavirenses comandam pelotão

Em vésperas do dia de descanso da 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros, o alemão Phil Bauhaus (Team Stolting) foi […]

vitoria_viseu_peqEm vésperas do dia de descanso da 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros, o alemão Phil Bauhaus (Team Stolting) foi o vencedor, esta terça-feira, da 6ª tirada que ligou Oliveira do Bairro a Viseu.

Este foi também o dia em que dois ciclistas foram expulsos da Volta, um deles pertencente à equipa algarvia do Louletano/Dunas Douradas. Os protagonistas da triste cena foram o espanhol Vicente De Mateos (Louletano/Dunas Douradas), que até tinha sido 3º na etapa, e o dinamarquês Asbjorn Kragh (Christina Watches, 4º), que se envolveram em pancadaria após o fim da etapa.

Depois de vários dias recheados de prémios de montanha, a única dificuldade dos 155 quilómetros de distância refletiu-se numa subida de 2ª categoria ao Caramulo.

A formação luso-angolana Banco BIC/Carmim/Tavira comandou constantemente as rédeas da corrida na cabeça do pelotão, já que o intuito seria uma chegada ao sprint, ao jeito de Manuel Cardoso, naquela que era a aposta da equipa para a etapa.

Com a vitória a pertencer a Bauhaus, Cardoso ocupou a 13ª posição, com o mesmo tempo do alemão.

Na tabela geral individual, Amaro Antunes segue na dianteira do grupo Banco BIC/Carmim/Tavira, na 13ª posição, a 1 minuto e 59 segundos do líder Gustavo Veloso (OFM/Quinta da Lixa).

No rescaldo desta tirada, Antunes sublinha que o grupo deu “200% para que hoje se chegasse à vitória, era esse o objetivo, no entanto não foi possível, mas há que continuar a trabalhar para os melhores resultados”.

Os angolanos Igor Silva e Dário António continuam a dar nas vistas dia após dia, sendo um contributo importante no trabalho de equipa: “as sensações são boas e estamos cá para fazer o nosso papel e dar o nosso melhor, agora há que recuperar pois a próxima etapa será bastante dura”, sublinhou Igor Silva.

Quanto ao Louletano/Dunas Douradas, depois da expulsão de Vicente De Mateos, que fora 3º, o melhor ciclista acabou por ser o argentino Jorge Montenegro, em 9º. Hernâni Broco terminou esta 6ª etapa em 23º mas manteve a 10ª posição na tabela Geral.

 

Alemão Phil Bauhaus também bisa
montanha_peqPhil Bauhaus (Team Stolting) venceu esta terça-feira, em Viseu, e comemorou pela segunda vez uma vitória na 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros.

Depois do triunfo na 1ª etapa, na Maia, o alemão voltou a ser protagonista num final discutido ao sprint. No final da tirada que ligou Oliveira do Bairro à “Cidade de Viriato”, Bauhaus de sorriso na cara sublinhou que esta foi uma chegada intensa. “Hoje foi muito mais difícil, como já esperava. Esta vitória foi muito diferente da anterior e estou orgulhoso da minha equipa que fez um trabalho excelente. Estou muito feliz!”

A vitória de Bauhaus não alterou a liderança de Gustavo Veloso (OFM/Quinta da Lixa) que vai passar o dia de descanso, esta quarta-feira, com a Camisola Amarela Liberty Seguros vestida. “É bom descansar de amarelo. Agora é começar a pensar na etapa da Torre, vai ser um dia decisivo para a Volta”.

Após a conclusão da sexta etapa coincidente com a primeira fase da Volta 2014, Luis Leon Sanchez (Caja Rural) continua de olho no comando da prova, uma vez que é segundo e está a apenas 29 segundos. Veloso tem consciência que precisa ter atenção. “Precisamos de estar sempre vigilantes com um homem como o Luis Leon. Tem muita qualidade e nunca nos podemos descuidar, temos de tentar ganhar mais vantagem”.

Davide Vigano (Caja Rural), 2º na etapa, garantiu, em Viseu, a pontuação que lhe devolveu a Camisola Vermelha Banco BIC da classificação por pontos.

O homem da Montanha, António Carvalho (LA Alumínios/Antarte), ao pontuar na única contagem do dia, na Serra do Caramulo está a um pequeno passo de garantir a Camisola Azul PODIUM.

Ruben Fernandez (Caja Rural) continua a ser, sem contestação desde o primeiro dia, o melhor jovem em prova, oitavo na geral, e veste a Camisola Branca RTP.

 

Etapa para sprinters
mv_viseu_peqDepois de um constante sobe e desce durante quatro dias, esta sexta etapa foi a mais pequena desta edição da Volta a Portugal. A caravana instalou-se, à partida, em pleno coração da Bairrada.
Em Oliveira do Bairro começaram os 155 quilómetros que iriam terminar em Viseu.

Com 20 quilómetros percorridos, Nuno Matos (Rádio Popular) tratou de animar a tirada isolando-se mas de imediato outros três corredores se juntaram à fuga. Sem grandes dificuldades pela frente, os fugitivos começaram a distanciar-se do pelotão, chegando a ter cinco minutos de vantagem.

Depois de uma centena de quilómetros juntos, Luis Afonso (LA Alumínios/Antarte) decidiu atacar e revirar a história da etapa, algo a que já habituou os que seguem atentamente esta 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros.

Na primeira passagem pela Avenida da Europa, em Viseu, colorida pela festa da Volta e sobretudo pelos milhares de espetadores curiosos em ver passar o pelotão foi Luís Afonso que surgiu isolado. Faltavam 20 quilómetros para terminar a etapa, mas entretanto, o pelotão comandado em grande parte da tirada pelos algarvios do Banco BIC/Carmim, acabou com a “teimosia” de Luís Afonso, ainda assim o corredor foi novamente galardoado como prémio de mais combativo do dia.

Como se previa estava tudo em aberto para se assistir a um despique a alta velocidade no regresso à Avenida da Europa. Os dados estavam lançados, os sprinters também e o que se viu foi mais uma fantástica e acalorada luta pelo triunfo.

Na chegada em bloco destacou-se Phil Bauhaus. Para os dois homens, Vicente De Mateos (Louletano/Dunas Douradas) e Asbjorn Kragh (Christina Watches) o combate estendeu-se para além do risco de meta e por terem chegado a “vias de facto” foram expulsos pelo Colégio de Comissários.

 

Dia de descanso muito agitado
A cidade de Viseu viverá esta quarta-feira a jornada de repouso. Enquanto os “heróis do asfalto” descansam, os cicloturistas fazem-se à estrada na “8ª Etapa da Volta RTP Vitalis”.

A participação é aberta a maiores de 14 anos e, pela primeira vez, há dois percursos com 100Km e 65Km, e com “Classe Vintage” como novidade.

Os cicloturistas são convidados a apresentarem neste passeio bicicletas construídas antes de 1987. A partida e chegada vai acontecer na Avenida da Europa, em Viseu. Este ano as crianças poderão também participar na “1ª Mini Etapa da Volta”.

A competição a sério regressa às estradas na quinta-feira, com a etapa rainha da 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros: a grande subida ao topo da Serra da Estrela.

Comentários

pub
pub