Cena de pancadaria leva à expulsão do ciclista do Louletano Vicente de Mateos da Volta

O ciclista do Louletano-Dunas Douradas Vicente de Mateos foi expulso da Volta a Portugal, na sequência de agressões que trocou […]

Pancadaria na Volta a PortugalO ciclista do Louletano-Dunas Douradas Vicente de Mateos foi expulso da Volta a Portugal, na sequência de agressões que trocou com o dinamarquês Asbjorn Kragh, já depois de terminada a etapa desta terça-feira, que ligou Oliveira do Bairro a Viseu.

Os dois ciclistas até ficaram em 3º e 4º lugar na etapa, mas um encosto no sprint final terá levado o dinamarquês a dar um soco no espanhol, já à margem da prova, ao qual o atleta da equipa algarvia respondeu na mesma moeda.

O sprint final, em Viseu, foi louco e emocionante, aparentemente demais para estes dois atletas. E se Vicente de Mateos desvalorizava a situação, antes de ser conhecida a decisão do colégio de comissários, por ter acontecido já depois de terminada a sexta etapa, os juízes não tiveram a mesma perspetiva.

Após analisar as imagens televisivas, captadas pela RTP, os comissários da prova não tiveram dúvidas em expulsar ambos os ciclistas.

As imagens mostram a cena de pugilato entre os dois ciclistas, com o dinamarquês a desferir o primeiro golpe, mas também revelam o que poderá estar na origem destas agressões.

No sprint final, Jorge Montenegro, do Louletano, parece tocar nas costas do seu colega de equipa espanhol, situação que não terá caído bem a Asbjorn Kragh e sobre a qual pediu satisfações a Vicente de Mateos. A discussão depressa degenerou numa cena de pancadaria.

«Analisámos as imagens com todo o cuidado e o que vimos foi muito claro: os corredores deram vários murros um ao outro. Considerámos a situação especialmente grave», disse o presidente do colégio de comissários, o espanhol Santiago Zabala. Já no que toca ao sprint final, não foi considerado que tivesse havido qualquer infração.

Polémicas à parte, a etapa de ontem foi ganha pelo alemão Phil Bauhaus (Team Stolting), que soma a segunda vitória nesta Volta a Portugal. A camisola amarela continua a ser Gustavo Veloso, que está agora com 29 segundos de vantagem sobre o segundo classificado, o também espanhol Luís León Sanchez. O atleta do Louletano Dunas Douradas Hernâni Broco mantem a 10ª posição na geral.

 

Comentários

pub
pub