pub
Imprimir

Corrida Vertical promete levar milhares ao Aquashow, mas… só para ficar a ver

DSC_1163Se correr em linha-reta cansa, correr a subir escadas cansa muito mais, mas há quem o faça e essa modalidade chama-se Corrida Vertical. O Free Fall, no Aquashow, em Quarteira, vai receber, no dia 1 de Agosto, às 22h00, a primeira prova deste género em Portugal, mas esta será mais do que uma mera prova desportiva, vai ser uma corrida-espetáculo. O evento vai ter animação musical, o parque aquático vai ter entrada gratuita e a piscina de ondas vai estar aberta. Por isso, a organização espera reunir milhares de pessoas.

Marco Pereira, o mentor do evento, explicou ao Sul Informação que uma prova deste género nunca se realizou em Portugal, e é rara mesmo a nível mundial. «É uma corrida inédita em Portugal e é a segunda prova do género no Mundo inteiro. Todas as provas de Corridas Vertical são indoor, dentro de prédios fechados, esta é a segunda que se realiza numa estrutura aberta, a primeira foi na Torre Eiffel e foi feita também este ano».

A Torre Eiffel é apenas um dos exemplos de monumentos internacionais que já foram “corridos” verticalmente. O Empire State Building, em Nova Iorque ou o edifício Taipei, na China, já receberam provas de corrida vertical.

A ideia de Marco Pereira de fazer este evento no Algarve surgiu do gosto que nutre por esta competição. «Queria fazer, no Algarve, uma coisa diferente, e sempre tive paixão por este tipo de provas. Eu acho interessante e sempre quis fazer. Quando olhei para aquela torre do “Free Fall” [com 32 metros] disse: “vou fazer uma coisa ali”, numa torre aberta, para que se consiga ver», contou.

«A origem desta nova vertente, nasceu com provas feitas em montanhas. Os atletas que praticavam isto saíram das zonas montanhosas e foram para as cidades e queriam continuar a correr em condições extremas, por isso, começaram a correr dentro dos prédios», acrescentou Marco Pereira.

A prova vai estar limitada a 50 atletas. Para já, os corredores estão a ser convidados mas a partir da próxima semana devem abrir as inscrições para não-federados. Para estes, vai ser necessário apresentar um atestado médico, porque a prova exige bastante esforço.

Por ser uma prova de estreia em Portugal, todos os atletas vão ter uma nova experiência na Corrida Vertical, sendo que podem participar alguns nomes conhecidos do grande público.

O modelo competitivo também foi explicado por Marco Pereira: «os corredores fazem duas subidas, em contra-relógio, contando o melhor tempo das duas subidas. Seis atletas qualificam-se para a final, de ontem saem depois os três primeiros classificados nos dois escalões, masculino e feminino. Temos tronos e neles vão estar sentados quem tem o melhor tempo. Se alguém melhorar o registo, “rouba” o trono. No final, serão coroados o rei e a raínha do evento».

Ao longo de todo o evento, o DJ Christian F vai animar o público que vai poder assistir à corrida na piscina de ondas.

A “Corrida Vertical Aquashow” resulta de uma organização do Algarve Trail Running e Corrida Vertical, com o apoio Quarteira Night Runners, em coparceira com a Câmara Municipal de Loulé. O evento tem chancela de “Loulé Cidade Europeia do Desporto 2015”.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
Logo Lugar ao Sul
pub
pub