Desmantelada rede de criminosos que fez roubos e assaltos no Algarve

Tudo aconteceu, conta a GNR, na «sequência de uma investigação que decorria há cerca de seis meses»

Uma rede de criminosos, composta por cinco homens com idades entre os 18 e os 34 anos, responsável por roubos e furtos nos distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Santarém e Bragança, foi desmantelada esta terça-feira, 18 de Fevereiro. 

Tudo aconteceu, conta a GNR, na «sequência de uma investigação que decorria há cerca de seis meses».

«Foi possível apurar a existência de uma rede que se dedicava à prática reiterada dos crimes de furto em estabelecimentos comerciais: postos de abastecimento de combustíveis, estabelecimentos de restauração e bebidas, estabelecimentos de venda de automóveis e armazéns de revenda, furto em residência e roubos», explica.

Segundo a guarda, o material furtado está «avaliado em cerca de 450 mil euros» e os danos causados «em cerca de dez mil euros».

De resto, foram apreendidas diversas peças de vestuário utilizadas nas práticas dos crimes, chaves-mestras, diversas chaves de residências e comandos de garagem, três telemóveis, três motociclos, uma caçadeira, uma pistola e cerca de 4 mil euros.

Com esta operação, a GNR diz que «desmantelou uma rede responsável pela prática de inúmeros crimes, o que em muito contribuiu para o aumento do sentimento de segurança da população do concelho de Almada, em particular da Charneca de Caparica».

Os detidos permaneceram nas instalações da GNR, sendo hoje, dia 19 de Fevereiro, presentes no Tribunal Judicial de Setúbal, para conhecerem as medidas de coação.

A operação contou com o reforço do Núcleo de Investigação Criminal de Almada, dos Destacamentos Territoriais de Almada e Grândola, do Destacamento de Intervenção de Setúbal e da Unidade de Intervenção da GNR, num total de 70 efetivos.

Também contou com o apoio da Polícia de Segurança Pública.

Comentários

pub
pub