Diretora do Sul Informação convidada para conferência sobre «Financiamento dos Media» em Cascais

Promovida pelo Sindicato dos Jornalistas, será encerrada pelo Presidente da República

«O jornalismo é um pilar das sociedades democráticas, mas enfrenta graves problemas de sustentabilidade. Como pode ser financiado?» Este é o mote da conferência «Financiamento dos Media», que decorre nos dias 2 e 3 de Dezembro, na Cidadela de Cascais.

A diretora do Sul Informação é uma das convidadas para falar nesta conferência, promovida pelo Sindicato dos Jornalistas, com o apoio do Cenjor, Institut Français e FLAD – Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento, e ainda com o alto patrocínio do Presidente da República.

Elisabete Rodrigues será uma das oradores da mesa redonda sobre «Imprensa Regional e Local: Dificuldades e Oportunidades», que contará também com as presenças de Nuno Francisco, diretor do Jornal do Fundão, Luís Mendonça, diretor da Cadeia de Informação Regional (Trás-os-Montes), João Nazário, diretor do Jornal de Leiria, Carlos Rui Abreu, diretor do «Notícias de Fafe», e ainda Américo Aguiar, da Rádio Renascença.

A conferência de dois dias será moderada pela jornalista Ana Isabel Costa e inclui seis mesas redondas: «Estado: que papel tem e que papel deve ter», «Modelos de Negócio e de Gestão: dificuldades e oportunidades», «Financiamento dos Media: propostas políticas», «Responsabilidade Social das grandes plataformas», «Imprensa Regional e Local: Dificuldades e Oportunidades» e «Responsabilidade social e modelos alternativos».

Haverá ainda três conferencistas convidados: Julia Cagé, membro do conselho de administração da Agência France Press e autora de vários livros, entre eles “Salvar os Média” e “O Preço da Democracia” , Rodrigo Tavares, fundador e presidente do Granito Group, grupo financeiro dedicado ao avanço da economia sustentável, bem como Paul Seiger, fundador e CEO do Pro Publica, uma redação sem fins lucrativos, apartidária e baseada em Nova York, dedicada a expor abusos de poder ou de interesse público.

A fechar, Adelino Gomes, relator da conferência, vai apresentar o resumo dos dois dias, em ideias-chave.

Depois da intervenção final de Sofia Branco, presidente do Sindicato dos Jornalistas, o encerramento será feito pelo Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

 

Objetivos da conferência:
«O jornalismo é um pilar fundamental da democracia, um compromisso com a liberdade e a independência, a pluralidade e a diversidade, a dignidade humana e o bem-estar social.

O jornalismo não se reduz ao dever de informar, cabendo-lhe escrutinar os poderes, vigiando-os, assacando-lhes responsabilidades, denunciando promessas não cumpridas.

Porém, esta é uma missão sob ameaça – pelo desemprego, pela precariedade, pela excessiva concentração. As dificuldades de sustentabilidade do setor põem em risco a independência do jornalismo. É, por isso, urgente debater o tema do financiamento dos media em Portugal.

O Sindicato dos Jornalistas convoca todos – o Estado, as empresas, públicas e privadas, grandes ou pequenas, nacionais, regionais ou locais, os jornalistas e a sociedade – a irem além do diagnóstico, apontando caminhos e soluções».

 

Clique aqui para conhecer o programa da Conferência

 

 

Comentários

pub
pub