Jornadas do Património levam cultura às ruas e monumentos algarvios

Há atividades em 13 concelhos do Algarve, algumas das quais decorrem hoje

O Algarve vai aderir em força às Jornadas Europeias do Património (JEP), já a partir de hoje e até ao dia 29. O regresso da Nova Escola de Sagres, as ruas da Mexilhoeira Grande cheias de cultura e visitas à Ermida de Santo António, em Faro, são apenas alguns exemplos das atividades que se irão espalhar por 13 concelhos da região.

Hoje, sábado, “A nossa cultura sai à rua” na Mexilhoeira Grande ao longo de todo o dia. Mas a maioria das atividades têm lugar entre os dias 27 e 29, em que decorrem, oficialmente, as JEP 2019.

Para que não se perca, o Sul Informação deixa-lhe aqui um apanhado do que será a programação das jornadas no Algarve. O programa completo das JEP pode ser consultado aqui.

 

Albufeira

 

As portas do Castelo de Paderne vão estar abertas ao público, nos dias 27 e 28 de Setembro, no âmbito das Jornadas Europeias do Património.

No dia 27, Dia Internacional do Turismo, o castelo estará aberto, entre as 10h00 e as 16h00, «a todos os visitantes que queiram conhecer um dos melhores exemplos da Arquitetura Militar em Taipa, do período Islâmico», segundo a Câmara de Albufeira.

No dia seguinte, um domingo, há “Yoga no Castelo”, uma atividade para toda a família dinamizada por Raquel Reis. A partir das 14h30, há Yoga Kids, Yoga com História e Yoga Pais e Filhos. Às 16h00, começa a meditação com sons, que é feita com recurso a taças tibetanas e terá lugar na Ermida do Castelo. A última sessão terá início às 17h30, em frente à Ermida «para possibilitar assistir ao pôr-do-sol».

 

Aljezur

 

A música vai chegar ao Castelo de Aljezur e colocá-lo no mapa de mais umas Jornadas Europeias do Património.

No dia 28 de Setembro, às 18h00, este monumento acolhe o projeto “Viajando na Música”, uma iniciativa da Direção Regional de Cultura do Algarve e da Sociedade Filármonica Lacobrigense 1º de Maio alusiva às viagens dos navegadores portugueses na descoberta de novos mundos.

 

Faro

 

Visitas à Ermida de Santo António, mas também iniciativas no Museu de Faro, nas Ruínas Romanas de Milreu e na Vila-Adentro são algumas das ações inseridas na programação de mais umas Jornadas Europeias do Património.

No dia 27, o Museu de Faro organiza uma visita à ermida de Santo António do Alto, às 18h30, orientada por Jorge Manhita e Carla Guerreiro.

No dia 28, às 17h00, será apresentada no Museu de Faro uma publicação sobre o mosaico romano do Deus Oceano, classificado Tesouro Nacional em 2018, que «reúne ao longo de quase uma centena de páginas os contributos de prestigiados investigadores do período romano, atualizando teorias deste magnífico pavimento e de todas as peças que lhe fazem companhia», segundo a Câmara de Faro.

No mesmo dia, às 18h00, as Ruínas Romanas de Milreu acolhem o espetáculo “A Viagem : outras margens, outras viagens”, organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve e Associação Cultural Música XXI

No domingo, dia 29 de Setembro, às 10 da manhã, será promovido um percurso pela arquitetura tradicional mediterrânica, entre casas em ruínas e desabitadas de Santa Bárbara de Nexe, «em tempos ligadas a modos de habitar e de construir muitos específicos no Barrocal algarvio».

Esta visita é guiada por Miguel Reimão Costa, arquiteto e professor na Universidade do Algarve, que levará os participantes «ao interior destas habitações e às suas açoteias, confirmando a beleza das paisagens envolventes e a razão da sua existência naquele local».

Também no dia 29, às 18h00, a empresa Al-Look vai promover “Experiências Culturais” na Cidade Velha de Faro.

 

Lagoa

 

As Jornadas Europeias do Património serão assinaladas em Lagoa com o tour noturno Mergulhar na história vinícola, no dia 25, às 19h30.

Nesta iniciativa, a ÚNICA – Adega Cooperativa do Algarve, de Lagoa, dará a conhecer as suas instalações, equipamentos e processos de fabrico.

O tour percorrerá diversos recantos de um edifício que ao longo de quase um século tem marcado a paisagem da cidade.

 

Lagos

 

Um ciclo de conferências dedicado ao tema “Lagos, da Monarquia à República”, a decorrer no Centro Cultural de Lagos (CCL), e entradas livres nos equipamentos museológicos do concelho entre os dias 27 e 29 são a forma escolhida pela Câmara lacobrigense de se associar às JEP 2019.

Hoje, dia 21, às 15h00, Maria Barreto vai proferir a comunicação “Uma mulher nos Descobrimentos: A Infanta D. Beatriz, Administradora do Atlântico”, no CCL.

À mesma hora dos dias 28 de Setembro e 5 de Outubro, no mesmo local, vão ser feitas, respetivamente, apresentações sobre os temas “Os documentos que fazem a História: Onde estão e o seu estado de conservação”, por Carlos Guardados, e “O 5 de Outubro na primeira pessoa: Testemunhar a História”, por António Ventura, «um dos maiores especialistas em História Contemporânea e da I República».

 

Loulé

 

Granfonola Voadora e Napoleão Mira e uma experiência relacionada com a vindima são as iniciativas com que Loulé se vai associar às Jornadas Europeias do Património.

No dia 27 de Setembro, às 19h30, Napoleão Mira junta-se ao projeto Grafonola Voadora do cantautor Luís Galrito para um concerto no Castelo de Loulé que também conta com o guitarrista Ricardo Martins e o acordeonista João Palma.

No dia 28, entre as 9h00 e as 17h00, o público é desafiado a vindimar e produzir o vinho na antiga adega da casa de turismo rural “A Casa da Tita”, no Barrocal algarvio – Nave do Barão, numa iniciativa da QRER – Cooperativa para o desenvolvimento dos territórios de baixa densidade.

 

Olhão

 

Olhão vai associar-se às JEP2019 com projeto de educação para o património “O Jogo do Moinho”, no dia 28, às 16h00, junto no Museu Municipal de Olhão – Edifício do Compromisso Marítimo.

O projeto “O Jogo do Moinho” decorreu ao longo do ano letivo transato e culmina agora com uma exposição, uma visita acompanhada ao museu e um torneio entre crianças, famílias e adultos envolvidos no projeto.

«O objetivo desta atividade é, de forma lúdica, divulgar o património cultural existente na região e, gradualmente, desconstruir a ideia que o público jovem têm dos espaços museológicos. Através de um jogo de tabuleiro é promovida a concentração, o pensamento estratégico e a expressão plástica», segundo a Câmara de Olhão.

 

Portimão

Descasca do milho

“A nossa cultura sai à rua” na Mexilhoeira Grande, hoje, sábado, para assinalar as Jornadas Europeias do Património.

Este sábado, entre as 9h30 e as 23h00, as ruas desta localidade do concelho de Portimão voltam a receber esta iniciativa, que dá a conhecer o património do concelho, desde o natural ao edificado, passando pelas saberes e sabores.

Um Passeio pelo Património Natural e Vida Selvagem da Ria de Alvor (9h30) e uma Aula de Yoga no Adro da Igreja da Mexilhoeira Grande (10h00) dão o pontapé de saída para um programa que terá na já tradcional festa no Adro da Igreja Matriz, com a mostra de artes, saberes e produtos da Mexilhoeira Grande, o seu ponto alto.

«A gastronomia com a confeção do pão em forno de lenha, a doçaria local, o medronho, o mel, entre outros produtos; o artesanato com a empreita, cestaria em vime, cortiça, cadeiras de atabua e rendas; a agricultura, pesca e o marisqueio; e as crenças com mezinhas e rezas», são alguns dos atrativos desta iniciativa, segundo a Câmara de Portimão.

Na mostra surgem ainda pequenos espaços expositivos dedicados às memórias e vivências da terra, este ano com um quarto tradicional recriado pela associação cultural, social e ambiental “Grão de Areia” e um espaço de representação de algumas atividades de cariz agrícola e rural.

A parte da tarde será animada com a partilha das histórias ligadas aos saberes contadas pelos próprios protagonistas das principais atividades de cariz rural da freguesia.

Também haverá animação musical, garantida pelo Rancho Folclórico da Figueira, pelo Grupo de Amigos da Figueira, pelo Grupo de Cantares Mexilhoeirense, concertinistas e grupo de baile.

Os workshops, as oficinas e os ateliers também têm lugar na programação desta iniciativa. Uma iniciativa sobre a Arte dos Trapilhos, ateliers de amassar pão e de agricultura e oficinas de construções de terra, como a taipa, pintura de cerâmica com pigmentos e trabalho em barro também integram a lista de atividades em que os visitantes poderão participar ao longo de toda a tarde.

Com a colaboração da empresa de turismo de natureza Burroville, regressam este ano os passeios de burro pelas ruas da Mexilhoeira. Os jogos tradicionais, como o jogo da macaca, o pião, o berlinde, o jogo do burro ou o lencinho da botica também marcam presença.

Na área dedicada ao património natural da Mexilhoeira será possível participar nos jogos ambientais e ficar a conhecer melhor a fauna e flora da freguesia. Este núcleo será dinamizado pelo biólogo do Município de Portimão, Filipe Bally Jorge.

Às 19h00 realizar-se-á uma visita guiada à Santa Casa da Misericórdia da Mexilhoeira Grande e às 21h30, um dos momentos altos do dia, a Recriação da tradição da festa da descasca do milho e debulha, que decorrerá ao som de concertinas mexilhoeirenses.

A terminar a festa, um momento em torno da riqueza do património oral, com os versos, histórias e anedotas de uma filha da terra, a D. Alzira Gonçalves e em seguida o já habitual conjunto de baile, com Paul (voz) e José Vicente (acordeão).

 

São Brás de Alportel

As JEP 2019 serão assinaladas em São Brás de Alportel com a iniciativa Contos na Quinta, que vão ter lugar no dia 28, às 16h00, no Jardim da Verbena, no centro histórico da vila.

 

Silves

 

Música, desenho, contacto direto com o património e até uma ação de responsabilidade cívica. Silves vai juntar-se às Jornadas Europeias do Património com seis iniciativas.

Neste concelho, maioria das ações acontecem no dia 27. Entre as 10h00 e as 16h00,  decorre o “High School Sketchers”, com distribuição de postais e exposição dos trabalhos realizados pelos alunos de artes da Escola Secundária de Silves, no âmbito da iniciativa “Ilustrar o Centro Histórico”.

No Museu Municipal de Arqueologia de Silves, há duas iniciativas dirigidas ao público escolar. Entre as 10h00 e as 12h00, os alunos são convidados a passar “Um dia com o Oleiro da Mouraria”. Entre as 14h00 e as 16h00, qualquer um poderá ser “Antropólogo por um dia”.  Às 18h00, será apresentada no mesmo espaço museológico a Rota das Ermidas.

Ainda no dia 27, às 21h30, a Igreja da Misericórdia acolhe um concerto de um duo da Orquestra de Jazz do Algarve.

A 28 de Setembro, entre as 9h00 e as 13h00, vai decorrer a ação de responsabilidade social ”Limpeza da Necrópole da Amorosa”, uma «experiência pouco comum que permite obter conhecimentos técnicos e participar na preservação deste sítio arqueológico».

Tavira

 

Em Tavira, as Jornadas Europeias do Património são celebradas com entradas gratuitas no Museu Municipal de Tavira, entre os dias 27 e 29, bem como com a inauguração de uma exposição e a iniciativa “Dieta Mediterrânica Todo o Ano – Cabaz da Terra”.

No dia 27, às 16hoo, é lançada no Núcleo Islâmico do Museu Municipal de Tavira exposição “Lugares Sagrados: as Cubas do Sul de Portugal”, de Luís Ferro. Segundo a Câmara de Tavira, esta mostra é «constituída por um conjunto de imagens que revisitam as pequenas e enigmáticas construções, usualmente denominadas por cubas, que pontuam a paisagem do sul de Portugal», recolhidas no âmbito de um projeto de investigação financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

No dia 29, às 10h30, decorre, no âmbito do programa “Dieta Mediterrânica Todo o Ano”, a iniciativa “Cabaz da Terra”, na Quinta Shanti, na freguesia da Conceição.

Esta ação conta com a colaboração da produtora Ângela Rosa que dará a conhecer como funciona a produção biológica na sua quinta e inclui prova e um cabaz com produtos da época.

 

 

Vila do Bispo

 

As Jornadas Europeias do Património vão ser assinaladas em Vila do Bispo com a realização de um percurso pedestre pela sede de concelho, com a Nova Escola de Sagres e uma performance na Guadalupe.

Nos dias 27 e 28 o Centro Ciência Viva de Lagos volta a promover a transformar a Fortaleza na Nova Escola de Sagres, uma iniciativa onde a ciência e a cultura andam de mãos dadas, numa iniciativa com o selo da Direção Regional de Cultura do Algarve.

No dia 28, às 15h00, o passeio “Da Arte Barroca à Arte Contemporânea – Percurso pelas Ruas de Vila do Bispo”, que vai dar a conhecer o centro histórico da localidade e alguns edifícios de carácter senhorial e popular, terminando com a análise de alguns registos de arte contemporânea.

No dia 29, às 18h00, a associação Fungo Azul e a Direção Regional de Cultura do Algarve levam à Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe a performance “Quando a Terra se tornou redonda”, que percorre os caminhos da viagem de Fernão de Magalhães , inspirada nos relatos de António Pigafetta.

 

Vila Real Santo António

 

A oficina “Pintura de Platibandas Algarvias com Pigmentos Naturais” vai decorrer no dia 29, entre as 15h30 e as 17h30, em Cacela Velha, em Vila Real de santo António, , no âmbito das Jornadas Europeias do Património.

A partir das platibandas decoradas do núcleo histórico de Cacela Velha e de outras conhecidas na região, a Câmara de VRSA e o Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela desafiam a «pintar platibandas num grande painel, colocado no largo da Fortaleza, com recurso a pigmentos naturais (alguns extraídos de terras da região) e cal».

Comentários

pub
pub