Suspeitos de matar idoso em São Brás de Alportel acusados de três crimes

Homem é acusado de homicídio qualificado

O casal suspeito de ter assassinado um homem de 70 anos, na casa da vítima, situada em São Brás de Alportel, em Setembro de 2018, vai a julgamento, acusado dos crimes de homicídio – no caso do homem -, roubo e de incêndio tentado.

O arguido, de 39 anos, terá entrado na casa na noite de 17 para 18 de Setembro, numa altura em que a mulher, de 38 anos, estava no quarto com a vítima. O alegado homicida terá, então, batido repetidamente na vítima «com um instrumento não determinado, até a matar».

«Depois, ambos os arguidos terão despejado álcool sobre a cama da vítima, ateado fogo a uns papéis, aberto os bicos de gás do fogão e acendido uma vela, tentando, desse modo causar uma explosão e um incêndio que apagasse os vestígios. Terão também revistado a casa e levado consigo os valores que encontraram», descreve o Ministério Público, que deduziu acusação para julgamento por tribunal coletivo contra o casal.

Ao início, chegou-se a pensar que a morte do idoso se devera a uma fuga de gás, mas esta hipótese foi afastada, «mercê de um meticuloso trabalho de investigação desenvolvido», que culminou na detenção e, agora, na acusação do casal.

«Estão imputados a ambos os arguidos os crimes de roubo agravado e de incêndio tentado. Ao arguido está, também, imputado o crime de homicídio qualificado», precisou o MP.

O alegado homicida está em prisão preventiva. Já a mulher, está sujeita à obrigação de apresentação periódica no posto policial e à proibição de sair do concelho da sua residência.

Comentários

pub
pub