FATACIL arrancou com ministro, Xutos e grande enchente

Hoje é dia de Calema

 

A abertura da edição deste ano da FATACIL teve como convidado o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, que, na companhia do presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luis Encarnação, visitou o certame.

No habitual discurso de abertura, Luis Encarnação disse que «a FATACIL atravessa, por estes dias, um dos momentos de maior fulgor. Agradeço a todos que, desde Junho de 1980, nos ajudaram a chegar até aqui. Um agradecimento aos muitos lagoenses, que direta ou indiretamente ao longo destas 40 edições contribuíram para que a feira abrisse sempre a tempo, em especial aos trabalhadores da Câmara Municipal de Lagoa, que desde que autarquia assumiu a organização da FATACIL, dão o melhor de si, vestem literalmente a camisola da FATACIL, para que ano apos ano seja possível alcançar o desígnio que nos orienta, o de fazer a cada ano a melhor FATACIL de sempre!»

Por sua vez, o ministro Capoulas Santos salientou que tem «acompanhado o acontecimento regional que é sempre a FATACIL, que merece destaque por todo o país. Uma mostra que representa o dinamismo de um concelho e de uma região, onde se concentram diversas atividades económicas, e onde a agricultura, que esteve na sua génese, continua a ter um papel importante. Este é um certame que se afirma cada vez mais, que tem mais expositores, que tem uma mostra mais diversificada e que atrai mais visitantes, num clima de confiança».

Findados os discursos, ministro, presidente da Câmara, e restante comitiva percorreram o recinto, cumprimentando expositores e visitantes, tomando conhecimento de produtos, das origens e tradições dos inúmeros expositores que de norte a sul do país preenchem e dão brilho à FATACIL.

Considerada a “rainha” do Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio e Industria, já que o seu efeito disseminador vai além das fronteiras de Lagoa ou do Algarve, a 40ª edição da FATACIL afirma a aposta de reinvenção permanente, em busca de novos públicos para que o evento continue a contar com um futuro de sucesso, sem esquecer as suas origens e tradições.

Foi com um recinto cheio e ao som dos Xutos e Pontapés, que completam o 40º aniversário, em sintonia com a 40ª edição da FATACIL, que arrancou o primeiro de dez concertos do certame, que termina a 25 de Agosto.

Para hoje, no novo palco da FATACIL, para gáudio dos mais novos, subirão ao palco os Calema. Já no domingo, será a vez dos Wet Bed Gang, grupo que é composto por quatro cantores e rappers portugueses, Kroa, Zara G, Gson e Zizzy Jr, cujo repertório mistura o hip-hop tuga e o rap. A banda é sempre acompanhada por uma verdadeira enchente que faz tudo para garantir o seu lugar junto ao palco.

A não perder hoje também o arranque do programa equestre, com um espetáculo de inauguração que tem como tema “Lagoa do Algarve – Cidade Inclusiva“.

Dos cerca de 800 expositores que marcam presença nesta 40ª edição, há a destacar os artesãos que, durante os 10 dias do evento, irão estar a trabalhar ao vivo, em atividades tradicionais.

Foram disponibilizados mapas interativos, onde é possível consultar o programa diário, áreas temáticas, pontos de interesse, ocupação dos estacionamentos, publicações oficiais e outras informações úteis, tudo através da APP Smartcity Lagoa.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação e Katia Viola | CM Lagoa

Comentários

pub
pub