Algarvio João Rodrigues ganha 81ª Volta a Portugal após crono emocionante

O ciclista algarvio levou a melhor sobre Joni Brandão

O tavirense João Rodrigues, da W52/FC Porto, sagrou-se este domingo vencedor da 81ª Volta a Portugal em bicicleta, ao fazer o melhor tempo na 10ª e última etapa, um contrarrelógio individual de 19,5 quilómetros entre Vila Nova de Gaia e Porto.

O atleta algarvio fez um grande crono, terminando com 27:31:33. Joni Brandão (Efapel), que era o camisola amarela, embora empatado no tempo com Rodrigues, terminou o contrarrelógio com mais 26.7 segundos que o seu adversário (27:58:03), tendo mesmo sido 3º na etapa.

No 2º lugar do crono, ficou António Carvalho, com mais 15 segundos que o seu colega de equipa João Rodrigues.

Na etapa, houve ainda dois outros ciclistas algarvios, ambos também da W52/FC Porto, no top10: Samuel Caldeira (7º) e Ricardo Mestre (10º).

Na classificação geral por equipas, destaque igualmente para o Sporting/Tavira, que foi  3º. Uma boa classificação, mas com sabor amargo, quando se sabe que a parceria entre o Sporting e o Clube de Ciclismo de Tavira vai agora acabar.

Ontem, depois da última etapa em linha e da chegada à Senhora da Graça, em Mondim de Basto, ganha por António Carvalho, a Camisola Amarela ficou empatada. A W52-FC Porto fez uma dobradinha, João Rodrigues terminou imediatamente atrás do companheiro de equipa e anulou o escasso segundo que tinha de desvantagem sobre o comandante da classificação geral, Joni Brandão (Efapel), que foi terceiro na chegada ao Monte Farinha.

Foi o contrarrelógio final a decidir o vencedor da Volta 2019. É inédito no historial da prova haver dois corredores empatados à partida da derradeira etapa.

A etapa de ontem, na Senhora da Graça, não decidiu a Volta, mas afastou definitivamente alguns candidatos ao primeiro lugar, como por exemplo Vicente Garcia de Mateos (Aviludo-Louletano) que abandonou a prova devido a uma indisposição.

Este domingo, pouca sorte teve também Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), que abandonou hoje a 81ª Volta a Portugal em bicicleta, em que era 7º classificado, antes de partir para o contrarrelógio desta última etapa.

Figueiredo, que era o único ciclista da formação tavirense no top 10 da prova antes do crono final, de 19,5 quilómetros, não resistiu à fratura num pulso que sofreu ontem, na etapa da subida ao alto da Senhora da Graça.

João Rodrigues, de 24 anos, natural de Faz Fato, Tavira, começou a sua carreira de ciclista em 2013, no Clube de Ciclismo da cidade do Gilão, onde se manteve até 2015. No ano seguinte, ingressou no W52/FC Porto, onde permanece desde então.

Depois de, em 2017, não ter conseguido participar na Volta a Portugal, devido a um percalço, no ano passado, o ciclista foi 7º na classificação final. Mas foi já este ano, na Volta ao Algarve que, entre as fortes equipas do pelotão WorldTour, João Rodrigues deu nas vistas ao alcançar o 9º lugar. Pouco tempo depois, venceu a Volta ao Alentejo.

Nesta 81ª Volta, João ganhou a quarta etapa, na Torre. Ontem, na Senhora da Graça, foi 2º, mas quase com o mesmo tempo do  camisola amarela Jóni Brandão, colocando-se a 41 centésimos da liderança, numa Volta disputada como nunca até ao fim.

Hoje, no contrarrelógio, acabou por se mostrar mais forte que o rival e vencer.

 

 

Classificação da etapa:

1. João Rodrigues, Por (W52-FC Porto), 27.31 minutos

(média: 42,520 km/hora)

2. António Carvalho, Por (W52-FC Porto), a 15 segundos

3. Joni Brandão, Por (Efapel), a 27

4. Gustavo Veloso, Esp (W52-FC Porto), a 28

5. Thibaut Guernalec, Fra (Arkea-Samsic), a 58

6. Gian Friesecke, Sui (SRA), a 1.03 minutos

7. Samuel Caldeira, Por (W52-FC Porto), a 1.14

8. Mikel Aristi, Esp (Euskadi-Murias), a 1.20

9. Edgar Pinto, Por (W52-FC Porto), a 1.21

10. Ricardo Mestre, Por (W52-FC Porto), a 1.23

 

Classificação da geral individual:

1. João Rodrigues, Por (W52-FC Porto), 40:57.04 horas

2. Jóni Brandão, Por (Efapel), a 27 segundos

3. Gustavo Veloso, Esp (W52-FC Porto), a 1.08 minutos

4. António Carvalho, Por (W52-FC Porto), a 2.32

5. Edgar Pinto, Por (W52-FC Porto), a 3.14.

6. João Benta, Por (Rádio Popular-Boavista), a 3.15.

7. David Rodrigues, Por (Rádio Popular-Boavista), a 4.44.

8. Cristhian Montoya, Col (Medellín), a 5.24.

9. Daniel Silva, Por (Rádio Popular-Boavista), a 5.33

10. Henrique Casimiro, Por (Efapel), a 5.43

 

Classificação geral por equipas:

1. W52-FC Porto, 122:53.31 horas.

2. Rádio Popular-Boavista, Por, a 2.26 minutos.

3. Sporting-Tavira, a 11.11.

 

Comentários

pub
pub