Castelão Rodrigues deixa a Câmara de Portimão para ser o primeiro diretor regional do ICNF

Filipe Vital será o novo vice presidente da Câmara de Portimão

Joaquim Castelão Rodrigues, até agora vice-presidente da Câmara Municipal de Portimão, vai assumir, na próxima quarta-feira, o cargo de vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (INCF), por inerência do cargo de diretor regional da Conservação da Natureza e Florestas do Algarve. Este é uma nova posição, criada pela recente lei orgânica do ICNF, publicada em finais de Março.

Contactado pelo Sul Informação, Castelão Rodrigues não quis ainda comentar este seu novo cargo na administração pública, tendo remetido quaisquer declarações suas para depois de tomar posse no ICNF.

Por seu lado, Isilda Gomes, presidente da Câmara de Portimão, confirmou a saída do seu até agora vice-presidente, dizendo-se «feliz» por ele ter decidido aceitar o convite para um cargo «na área de formação dele», «na qual se sente muito bem». «Só temos de apoiar quando as pessoas têm projetos nas áreas com as quais mais se identificam», acrescentou. «Estou satisfeita pelo facto de um amigo de longa data estar num projeto que o realiza plenamente», reforçou a autarca.

Mas Isilda Gomes deu ainda outra explicação para esta sua felicidade com a saída de Castelão Rodrigues: «é bom ter um ex autarca que sabe quais os problemas das autarquias» à frente de um organismo que, como o ICNF, lida tão de perto com os municípios.

O cargo de vice-presidente será agora assumido por Filipe Vital, que era o número três do executivo municipal. Para o lugar que fica vago, entra João Vasco Gamboa, que integrou, enquanto independente, a lista do PS, embora fosse, na origem, militante do PSD. Estas mexidas no executivo municipal de Portimão ficarão resolvidas esta quarta-feira, em reunião de Câmara, quando o novo vereador tomará posse.

Engenheiro de profissão, João Gamboa já foi também vice-presidente do Portimonense. Em 2018, candidatou-se à presidência do clube, contra o seu dirigente máximo, o empresário Fernando Rocha. Mas este acabou por voltar a ganhar, derrotando Gamboa.

Para já, ao que Isilda Gomes disse ao Sul Informação, o novo vice presidente Filipe Vital irá assumir os pelouros que pertenciam ao anterior, nomeadamente Planeamento do Território, Gestão Urbanística, Regeneração e Reabilitação Urbana, Planeamento e Gestão da Mobilidade, Gestão de Programa Comparticipados, entre outros. Uma mais completa reorganização dos pelouros será feita «mais à frente», acrescentou a autarca.

O novo cargo de diretor regional do ICNF resulta da nova lei orgânica deste instituto, estabelecida pelo Decreto-Lei nº 43/2019, de 29 de Março. De acordo com a nova orgânica, são criadas cinco direções regionais, no Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve.

Joaquim Castelão Rodrigues não é um novato neste tipo de altas funções na administração pública, já que foi diretor regional de Agricultura e Pescas do Algarve, até 2012.

Na estrutura da nova direção regional do ICNF no Algarve, Valentina Calixto mantém-se como diretora do Departamento de Conservação da Natureza, pelo menos para já.

Comentários

pub
pub