Portimonense “compensa” adeptos pela arbitragem no jogo com Rio Ave com desconto no bilhete

Portimonense diz que arbitragem no último jogo não prejudicou apenas o clube algarvio, mas o futebol

Os bilhetes para o próximo jogo do Portimonense, em casa, vão ter 50% de desconto. Em comunicado, os alvinegros justificam esta medida com o facto de no último jogo, com o Rio Ave, que terminou com a derrota dos algarvios por 0-1, ter havido «apenas 50 minutos de futebol».

Na nota publicada no site, o Portimonense diz que esta medida será tomada «por respeito ao futebol e considerando que, no nosso campo, jogámos com um jogador a menos e com 53 paragens». Este é um «prejuízo» que a equipa algarvia diz que assume «com muito gosto».

Sem poupar críticas à arbitragem de Hélder Malheiro no último jogo, o Portimonense diz que «hoje em dia, o desporto é um grande negócio, que assenta essencialmente na imagem transmitida, quer ao vivo, quer por quem vê na televisão, gastando ambos tempo e dinheiro».

No entanto, questiona o Portimonense, «qual é a imagem transmitida por um jogo com 53 paragens, 53 faltas e 3 expulsões, manchado com uma arbitragem polémica? E qual o sentimento do clube e dos adeptos quando já sabem que no próximo jogo não podem contar com 3 dos seus jogadores, habituais titulares? Quem é duplamente prejudicado? Além do Portimonense, o futebol!».

O Portimonense diz querer acreditar que «os árbitros dos três últimos jogos estiveram em dia “não” (pois são pessoas e errar é humano). No entanto, «exige-se respeito pelos seus adeptos e profissionais de futebol».

Para os algarvios, «a arbitragem nestes jogos, e em especial neste último, prejudicou e muito o Portimonense, mas os mais prejudicados ainda foram os apaixonados pelo futebol, os verdadeiros adeptos».

«Um árbitro não pode ter o ego de achar que é o dono da verdade, como nenhum ser humano pode, apesar de ser a autoridade máxima dentro do campo, acarretando por esse facto a responsabilidade pelo espetáculo e o exemplo a ser seguido», acrescenta o Portimonense.

De acordo com os alvinegros, «o jogo contra o Rio Ave marcou um recorde mau para o futebol português e mundial, como sendo o jogo com maior número de faltas (53) e expulsões (3), sendo que uma dessas expulsões, a do Paulinho, foi um erro crasso, reconhecido por todos os intervenientes, inclusivamente adversários e agentes desportivos».

«Um jogo com este recorde é tudo menos espetáculo», realça o Portimonense, que diz ainda que, neste jogo, «fomos penalizados com erros muito graves, sendo que o maior foi não deixar as equipas jogarem – 53 paragens, 53 faltas, 3 expulsões».

«Ficámos sem 3 jogadores por cartões para o próximo jogo frente ao Vitória de Guimarães, ou seja fomos penalizados neste jogo e também no próximo», acrescenta o clube que diz ainda que gostaria «que os órgãos responsáveis pelo futebol nacional olhassem verdadeiramente para os adeptos e lhes dessem a importância que têm e merecem, pois infelizmente o que se vê no futebol português é que existem dois pesos e duas medidas».

Os alvinegros lembram também que, este ano, «Portimão foi eleita cidade europeia do desporto, merecidamente, devido a todo o investimento feito no desporto e aos resultados alcançados» e que, quer seja «no continente ou nas ilhas, o respeito tem de ser igual e máximo pelos adeptos em especial, que são a existência do futebol e pelo bem do futebol português, campeão europeu e com o fenómeno CR7».

O Portimonense diz que está aberto «para contribuir para a melhoria do futebol português. Estamos sem hipocrisia a chamar a atenção pelo sério problema sem solução, por isso o apelo aos órgãos responsáveis pois a nossa parte fazemos e bem».

Ao mesmo tempo, o Portimonense pede aos seus adeptos para «terem mais calma e manter o mesmo respeito de sempre, pois não somos coniventes com a violência nem com o seu incentivo, pelo contrário, somos totalmente contra este tipo de atitude. Ao mesmo tempo agradecemos o mesmo apoio de sempre».

«Não podemos perder a razão, temos de continuar a ser grandes como somos, temos que ser diferentes para o melhor de Portimão e do nosso Portimonense», acrescenta o comunicado.

Apesar das críticas, o Portimonense realça que não desmerece «os adversários que, como vitoriosos que foram, merecem os nossos sinceros parabéns e respeito, o Portimonense sabe ganhar, como também sabe perder, mas não sabe desistir. E desistir nunca será o tema do nosso Portimonense, um clube com pessoas honestas e apaixonadas pelo futebol».

Comentários

pub
pub