Portimonense perde e “dá” três pontos e o 8º lugar ao Rio Ave

Portimonense acabou reduzido a dez elementos

O Portimonense perdeu este sábado com o Rio Ave por 0-1, no Municipal de Portimão, em jogo a contar para a 21ª jornada da I Liga. Os algarvios sofreram a terceira derrota consecutiva e desceram para o 9º lugar do campeonato, cedendo o 8º aos vila-condenses.

O Rio Ave entrou melhor e criou dificuldades à defesa dos algarvios nos minutos iniciais. Mas a primeira oportunidade clara pertenceu ao Portimonense. Aos 22 minutos, na sequência de um canto, Jackson Martinez acertou na barra e ainda tentou a recarga, mas o remate desviou num jogador vila-condense.

Acabou por ser o Rio Ave a inaugurar o marcador, aos 31 minutos, com uma grande jogada. Matheus Reis escapou pela esquerda e centrou para Bruno Moreira que, de calcanhar, abriu a contagem.

 

 

O Portimonense reagiu, foi à procura do empate e só não o conseguiu aos 43 minutos porque o guarda-redes do Rio Ave Léo Jardim fez uma grande defesa, após um remate cruzado de Tabata. O 0-1 acabou por durar até ao intervalo.

O Portimonense entrou na segunda parte claramente apostado em conseguir o empate, mas não conseguia definir da melhor forma as suas jogadas de ataque. O Rio Ave, por seu lado, geria a vantagem e esperava oportunidades para sair, de forma rápida, para o contra-ataque.

Aos 68 minutos, o Portimonense esteve muito perto do golo, mas Jackson Martinez, por pouco, não conseguiu acertar na bola, após Léo Jardim ter desviado ligeiramente um centro de João Carlos.

A vida do Portimonense ficou mais complicada aos 74 minutos, depois do árbitro Hélder Malheiro mostrar o segundo amarelo e dar ordem de expulsão a Paulinho. O jogador da equipa algarvia protestou contra o facto do árbitro ter considerado que carregou em falta um adversário – infração que parece não existir -, interrompendo uma jogada de muito perigo do Portimonense.

A jogar com dez, o Portimonense perdeu o ímpeto e, até final, a melhor oportunidade até foi do Rio Ave, mas o guardião Ricardo Ferreira fechou a baliza a Gabrielzinho, que surgiu isolado à sua frente, dentro da área. O Portimonense também fez um esforço final, mas não conseguiu o empate.

Os jogadores e adeptos do Portimonense ainda pediram, por duas vezes, que fosse assinalada grande penalidade, mas o árbitro nada assinalou. A contestação dos da casa a estas e a outras decisões e Hélder Malheiro levou, mesmo, à expulsão de dois elementos da equipa técnica algarvia.

Com este resultado, o Portimonense desceu para a 9ª posição, com os 27 pontos que mantém há três jornadas.


Fotos:
Nelson Inácio|Sul Informação

Comentários

pub
pub