Até de Almada e Barreiro vieram alunos para o Dia Aberto da UAlg

Foram cerca de 3 mil os que aderiram ao Dia Aberto da UAlg, a esmagadora maioria estudantes do ensino básico e secundário, mas também professores e pais

Foto: Universidade do Algarve

As escolas dos concelhos do Algarve Central aderiram em massa, as do Barlavento Algarvio também mandaram mais alunos e até vieram jovens «da Margem Sul» para participar em mais um Dia Aberto da Universidade do Algarve, que decorreu hoje.

Perto de 3 mil pessoas, das quais «mais de 2600 estudantes do ensino básico e secundário», mas também pais e professores, estiveram esta quinta-feira nos dois campi de Faro da UAlg, «um valor recorde na modalidade de apenas um dia», disse ao Sul Informação André Botelheiro, coordenador do Gabinete de Comunicação da universidade algarvia.

O porta-voz da universidade fala em «crescimento generalizado» da procura e do interesse. «Este ano, houve uma resposta massiva das escolas do Algarve Central – Faro, Olhão, São Brás de Alportel, Loulé. Houve muitos alunos do 12º ano, que nem sempre conseguem vir, porque têm já uma agenda muito apertada. Mas notou-se que houve um esforço para encaixar o Dia Aberto. Também vieram mais alunos do Barlavento Algarvio, Lagos e Portimão estiveram em força», revelou.

Mas houve, igualmente, visitantes vindos de outras regiões. Além de alunos do Alentejo, que são já presença habitual no Dia Aberto da UAlg, também houve quem viesse «da Margem Sul, de Almada e do Barreiro» e de outros locais do distrito de Setúbal.

«Notámos que vieram muitos jovens dessas zonas por iniciativa própria, em grupos ou acompanhados pelos pais».

Estes e os outros milhares de visitantes que a UAlg recebeu hoje tinham à sua espera muitas atividades, cujo objetivo era mostrar, por um lado, a oferta formativa que a universidade tem para oferecer e, por outro, as diferentes áreas científicas existentes na instituição.

Visitas a laboratórios, encontros com os responsáveis das diferentes unidades orgânicas, demonstrações de tecnologia e até a prática de desportos fizeram parte do programa.

«Este ano, tivemos algumas novidades. Uma atividade que teve muito sucesso foi uma dinâmica de grupo promovida pelo Departamento de Psicologia na área vocacional. Serviu para ajudar os alunos a perceber as escolhas que querem fazer no futuro», revelou André Botelheiro ao Sul Informação.

Também se notou «uma procura muito grande pelo Instituto Superior de Engenharia e pelos cursos desta área».

Para o coordenador do Gabinete de Comunicação da UAlg, este interesse crescente revela que o Dia Aberto «é já uma tradição e algo pelo qual os alunos do ensino básico e secundário aguardam».

André Botelheiro aproveitou para destacar a participação de outros estudantes, os da UAlg, que se voluntariaram para acolher os seus potenciais futuros colegas.

«Houve centenas de alunos envolvidos, de forma voluntária. Participaram no Dia Aberto com entrega, muito orgulho, um grande profissionalismo e brio em apresentar os seus cursos», elogiou.

Alguns destes jovens universitários até já estiveram do outro lado, pelo que sabem bem o que os visitantes estão à espera. «Até queremos que sejam eles a passar a mensagem, pois a diferença de idades é menor e consegue-se criar outro tipo de empatia», diz o porta-voz da UAlg.

E quem sabe se num futuro próximo alguns dos jovens que visitaram a universidade, esta quinta-feira, não se voltam a cruzar – e desta feita de forma mais regular – com as cerca de seis centenas de membros da academia que estiveram envolvidos na dinamização deste Dia Aberto.

 

Fotos: Universidade do Algarve

Comentários

pub
pub