Ministério Público acusa homem que matou vizinha de uma amiga em Silves

Mulher foi morta com nove tiros de carabina

Um homem belga, de 73 anos, suspeito de ter matado a vizinha de uma amiga, em Dezembro de 2016, em Silves, foi acusado pelo Ministério Público (MP). 

O MP acusou quer este homem, quer a sua amiga, uma mulher de 58 anos, por envolvimento no crime. Segundo a acusação, o suspeito, amigo da arguida, pernoitava frequentemente na sua casa, em Silves.

Na noite de 18 para 19 de Dezembro de 2016, seguindo um plano que ambos delinearam, o homem ter-se-á «escondido próximo da casa da vítima», com quem a amiga, de 58 anos, «mantinha um longo conflito de vizinhança», matando-a com 9 tiros de carabina.

De acordo com a acusação, os arguidos simularam, de seguida, um assalto à casa da vítima, queimaram as roupas do alegado homicida «e atiraram ao mar, numa falésia de Sagres, a arma e os projéteis utilizados».

A mulher, que mantinha um conflito de vizinhança com a vítima, está sujeita a termo de identidade e residência, ao passo que o homem está em prisão preventiva.

O inquérito foi dirigido pela secção de Silves do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, com a coadjuvação da Polícia Judiciária do Departamento de Investigação Criminal de Portimão.

Comentários

pub
pub