2019, os próximos episódios

Neste primeiro artigo do ano, o professor António Covas apresenta uma agenda para 2019

É tempo de fazer a agenda do Ano Novo. 2019 será, muito provavelmente, um tempo de transição em final de década, com uma turbulência de baixa intensidade, um ano em que não resolveremos nenhum dos grandes problemas que afetam hoje a humanidade.

Desde logo, a desigualdade social e o recuo no Estado providência que, de volta, nos trouxeram a vaga populista e uma onda de greves.

Depois a crise da globalização e o colapso da ordem internacional que nos trouxeram, de volta, o protecionismo e as guerras comerciais, a seguir, a falência dos grandes acordos em matéria de alterações climáticas e migrações com as consequentes tragédias humanitárias de migrantes e refugiados, por último, a revolução tecnológica e a emergência da sociedade digital em rota de colisão com os grandes conglomerados tecnológicos, mas, também, com a privacidade e a segurança informática, já para não falar da turbulência causada nos mercados de trabalho mais convencionais.

Em 2019, os episódios e os acontecimentos serão muitos e bastante variados. Para acomodar esta grande variedade, proponho que me acompanhem numa agenda em quatro planos, os mais usuais nesta matéria.

I. No plano internacional

. As consequências da guerra comercial entre os EUA e a China
. O futuro da relação entre as duas Coreias
. A relação entre xiitas (Irão) e sunitas (Arábia Saudita) no Médio Oriente
. O futuro da relação entre a Rússia e a Ucrânia
. As consequências da retirada dos EUA do Médio Oriente
. A emergência de regimes populistas nos maiores países do mundo
. As tragédias humanitárias em vários pontos do mundo
. A crise de realização dos grandes acordos sobre o ambiente e as migrações
. O futuro problemático da Africa subsaariana
. A subida vertiginosa das guerras cibernéticas e a privacidade dos cidadãos

II. No plano europeu

. As consequências do Brexit e o futuro das relações transatlânticas
. As consequências das eleições europeias na política europeia
. O crescimento do nacionalismo e populismo europeus
. Os fluxos migratórios e os refugiados na bacia mediterrânica
. O futuro do diretório franco-alemão no início da era pós-Merkel
. Uma nova crise da zona euro, o BCE e a era pós-Draghi
. Uma subida de tensão nas relações com a Rússia
. As guerras informáticas da privacidade e a regulação digital
. A subida de tensão face aos grandes conglomerados tecnológicos
. Uma crise nos mercados financeiros e novas vagas grevistas

III. No plano nacional

. As consequências das eleições regionais, europeias e nacionais
. A continuação do surto grevista e a crise do Estado social
. A continuação do boom turístico e o crescimento moderado do PIB
. Os episódios orçamentais em redor do défice zero
. A disputa política em redor da geringonça e a renovação do acordo
. O Brexit e a revisão das relações bilaterais com o Reino Unido
. O regresso de emigrantes e a sua integração
. Os episódios severos em redor das alterações climáticas
. A gestão da dívida pública, as reformas da zona euro e a era pós-Draghi
. Os equívocos em redor das relações de Portugal com a China

IV. No plano regional algarvio

. Uma plataforma colaborativa para a valorização do interior algarvio
. Uma plataforma colaborativa para a Euro-região AAA
. Preparar o programa de descentralização político-administrativa
. Um programa para otimizar o ciclo turístico algarvio
. Preparar um programa para a economia azul do Algarve
. Um programa para a economia circular e as infraestruturas verdes
. Um programa para a agrofloresta algarvia e a prevenção de riscos
. Um programa para consolidar o Hospital Universitário do Algarve
. Preparar um programa para o Parque Tecnológico do Algarve
. Uma plataforma colaborativa para os Parques Empresariais do Algarve

Nota Final

Sem mais comentários, desejo a todos um Feliz Ano Novo de 2019. Muitos destes tópicos serão desenvolvidos ao longo do ano nas páginas do Sul Informação, no espaço da minha Crónica do Sudoeste Peninsular. Ao Sul Informação, à sua diretora e aos jornalistas do SI os votos de um excelente Ano Novo de 2019.

Comentários

pub
pub