Chuva fraca pode molhar o Algarve na passagem de ano

Nos dias 30 e 31 de Dezembro e no dia 1 de Janeiro, uma depressão em níveis altos deverá influenciar a região Sul, em especial o Algarve

A noite da passagem de ano será fria, com pouca nebulosidade, exceto na região Sul, «onde existe uma probabilidade baixa de ocorrência de precipitação fraca no Algarve». Esta é a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para a passagem de ano.

Segundo o IPMA, até ao final do ano, «o estado do tempo será influenciado por um anticiclone localizado a oes-noroeste da Península Ibérica, em deslocamento para nordeste e intensificando sobre o Golfo da Biscaia».

Assim, nos dias 30 e 31 de Dezembro e no dia 1 de Janeiro, uma depressão em níveis altos deverá influenciar a região Sul, em especial o Algarve.

Assim, a sexta-feira, dia 28, começará com muita nebulosidade e com neblinas e nevoeiros, tornando-se o céu gradualmente pouco nublado ou limpo a partir da tarde.

Nos restantes dias, predominará o céu pouco nublado ou limpo, embora com alguma nebulosidade no Algarve nos dias 30, 31 e 1, acrescenta o IPMA.

O vento será em geral fraco do quadrante leste, tornando-se moderado a forte nas terras altas a partir da tarde de dia 28.

A temperatura máxima do ar deverá variar entre 14 e 17ºC, exceto no interior Norte e Centro onde deverá variar entre 8 e 13ºC. A temperatura mínima do ar deverá variar entre -1 e 3ºC nas regiões do interior Norte e Centro, entre 8 e 10ºC no Algarve e entre 4 e 7ºC no restante território.

O IPMA prevê ainda formação de geada em alguns locais do interior Norte e Centro.

Quanto ao estado do mar, deverá haver ondas de sueste com 1,5 a 2,5 metros na costa sul do Algarve nos dias 30 e 31.

Comentários

pub
pub