Gémeos que salvaram 1000 pessoas do Holocausto homenageados em Faro

Em vida, gémeos não permitiram que os feitos fossem enaltecidos

Samuel e Joel Sequerra foram dois gémeos judeus, nascidos em Faro em 1913, que salvaram cerca de 1000 refugiados do Holocausto Nazi. São dois «heróis anónimos» que vão ser homenageados este domingo, 25 de Novembro, às 14h00, no Cemitério Judaico de Faro. 

A Comunidade Israelita de Lisboa, ao saber desta história, resolveu homenageá-los com a inscrição dos seus traços fisionómicos em baixo-relevo numa pedra de lioz, com 1,40 metros de altura, em frente ao Cemitério Judaico de Faro. A placa vai ser descerrada este domingo.

O momento contará com a presença de Rogério Bacalhau, presidente da Câmara de Faro, e Gabriel Steinhardt, presidente da Comunidade Israelita de Lisboa.

Os irmãos Sequerra eram filhos de Moisés Sequerra, um industrial conserveiro. Foi nos anos 40 do século XX que, com o apoio da Cruz Vermelha Portuguesa e da American Jewish Joint Comittee, salvaram cerca de 1000 refugiados do Holocausto.

Em vida, não permitiram que estes feitos fossem enaltecidos, acabando por emigrar. Um morreu no Brasil, outro em Israel.

Comentários

pub
pub