Detida burlona que pediu dinheiro fingindo ter cancro

O Ministério Público acredita que a mulher cometeu um crime de burla qualificada

O Ministério Público (MP) ordenou a detenção de uma mulher suspeita de ter angariado fundos com a alegação falsa de que era doente oncológica e precisava de dinheiro para o tratamento.

Segundo o MP, cujo Departamento de investigação e Ação Penal de Albufeira conduziu a investigação, «os actos são suscetíveis de constituir crime de burla qualificada».

A operação contou com a colaboração da GNR.

A mulher vai ser apresentada ao juiz de instrução para interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Comentários

pub
pub