CIMA da Universidade do Algarve explora oceanos com submarinos autónomos

O Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve comprou um veículo submarino autónomo, que vai ser […]

O Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve comprou um veículo submarino autónomo, que vai ser utilizado para recolher variáveis oceanográficas na costa algarvia, no âmbito do projeto OCASO.

O CIMA, que é a única entidade do Sul de Portugal a operar este tipo de tecnologia, «fica, assim, capacitado para intervir em diversos tipos de outras missões, tanto na zona costeira, como em estuários», adianta a Universidade do Algarve.

Os investigadores Flávio Martins e João Janeiro deslocaram-se esta semana à cidade do Porto para receber um curso de formação de três dias sobre a utilização deste tipo de equipamento.

 

O projeto OCASO, financiado pelo Programa Operacional de Cooperação Espanha-Portugal, «tem como objetivos estabelecer um observatório oceanográfico transfronteiriço na região Sul, assente na rede de monitorização já existente, monitorizar e detetar a atividade tsunamigénica e providenciar, de forma continuada, informação pertinente para todas as atividades praticadas na zona, relevantes para a economia de ambos os países», explica a academia algarvia.

Comentários

pub
pub