Alcoutim aprovou subsídio de 3121 euros para a gestão e manutenção da Via Algarviana

A Câmara de Alcoutim aprovou a atribuição de um subsídio à Associação Almargem, destinado à manutenção e gestão da Via […]

A Câmara de Alcoutim aprovou a atribuição de um subsídio à Associação Almargem, destinado à manutenção e gestão da Via Algarviana, em 2017. A autarquia alcouteneja vai contribuir com 3121 euros para um bolo que é composto por verbas atribuídas por 11 municípios da região, destinado a garantir a viabilidade desta via pedonal e ciclável que atravessa o interior da região.

«A Via Algarviana é uma Grande Rota Pedestre (GR13) que liga Alcoutim ao Cabo de S. Vicente. Criada em 2006, na altura com 300 quilómetros, foi entretanto alargada para os 800 quilómetros, na sua maioria instalados na Serra Algarvia. À Grande Rota Pedestre foram acrescentadas cinco novas ligações e doze novos percursos pedestres complementares à via», recordou a Câmara de Alcoutim.

A criação da Via Algarviana e a sua gestão, numa primeira fase, foram garantidas por fundos da União Europeia. Em 2016, 11 Câmaras do Algarve – Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Tavira, S. Brás de Alportel, Loulé, Silves, Monchique, Lagos, Portimão e Vila do Bispo – aceitaram dar um contributo anual para a gestão e manutenção desta infraestrutura.

Este apoio resulta, segundo a Câmara de Alcoutim, do reconhecimento de que este é «um instrumento importante para afirmar o Algarve em geral e a Serra Algarvia em particular como um destino de turismo de natureza, sobretudo na época baixa, e desse modo funcionar como mais um meio de combate à sazonalidade».

Comentários

pub
pub