Odiana vai desenvolver novos projetos de cooperação transfronteiriça

A Associação Odiana reiterou sexta-feira, na apresentação de resultados do projeto Uaditurs, a sua vontade de desenvolver mais projetos transfronteiriços […]

odianaA Associação Odiana reiterou sexta-feira, na apresentação de resultados do projeto Uaditurs, a sua vontade de desenvolver mais projetos transfronteiriços no novo período de programação 2014-2020. Também os representantes do Turismo do Algarve e de Huelva pretendem «fazer da necessidade virtude» e apostar numa maior sustentabilidade do turismo de fronteira.

O seminário de encerramento do projeto Uaditurs serviu para o diretor da Associação Odiana apresentar os resultados da cooperação transfronteiriça e reforçar o interesse da associação em continuar a apostar na cooperação com o Alentejo e Andaluzia, considerando-a como a «estratégia para o futuro» do Baixo Guadiana.

«Há que começar a trabalhar no futuro e este é um projeto para continuar e aproveitar os importantes recursos que temos no território, sendo que a Odiana está disponível para continuar este trabalho», disse Valter Matias, diretor da Odiana.

O objetivo é uma aposta no novo período de programação 2014-2020, nomeadamente na cooperação entre Portugal e Espanha, a nível do Interreg V A Espanha – Portugal (POCTEP), cujo lançamento foi no passado dia 23 de Setembro, em Portalegre, e no qual a Odiana participou.

No âmbito do desenvolvimento turístico da raia do Guadiana, estiveram os responsáveis do turismo do Algarve e Huelva, que falaram dos benefícios na relação de proximidade entre regiões.

«Temos agora uma aposta forte no turismo de natureza, património e na dieta mediterrânica, produtos com elevadas potencialidade e mais focados nos territórios de Baixa densidade, como os concelhos de Alcoutim e Castro Marim», explicou o presidente da Região de Turismo do Algarve.

Desidério Silva adiantou que o projeto Uaditurs pode ser visto como o «embrião de uma relação que pode e deve vir a ser mais sustentada, criando pontes para que se visite a região como um todo».

O responsável pelo Patronato de Turismo de Huelva, Jordi Marti, destacou as imensas potencialidades do território e a união de povos vizinhos relembrando que em prol do desenvolvimento «deve fazer-se da necessidade virtude».

A apresentação de resultados do projeto Uaditurs decorreu na sede da Agência Común de Desarollo Transfronterizo, em Huelva, e focou-se numa estratégia virada para o interior como complemento ao binómio sol e praia.

Para isso, foram promovidas ações como a implementação e dinamização de rotas, reabilitação de infraestruturas, conservação e restauro de elementos patrimoniais, entre outras.

O seminário foi uma organização da Diputación de Huelva, parceira do projeto Uaditurs, do qual a Odiana é Chefe de Fila, uma iniciativa de cooperação entre o Algarve, Alentejo e Andaluzia, financiado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Portugal – Espanha 2007-2013 (POCTEP).

Comentários

pub
pub