Monchique quer esterilizar todos os animais errantes até final do ano

A Câmara de Monchique quer esterilizar todos os animais errantes do concelho e vai apoiar ainda a esterilização de animais […]

gatinho com rui andréA Câmara de Monchique quer esterilizar todos os animais errantes do concelho e vai apoiar ainda a esterilização de animais domésticos de famílias carenciadas. A autarquia assinou esta quinta-feira um protocolo com a Associação Animais de Rua, com o objetivo de atingir este fim até ao final de 2015, com base nos princípios de Capturar-Esterilizar-Devolver (CED).

Segundo a Câmara, «com este protocolo pretendem estas entidades reduzir ou até mesmo terminar com a proliferação do número de gatos silvestres ou assilvestrados do concelho». A ação já teve início, tendo sido já esterilizados 50 gatos silvestres ou assilvestrados, de sete colónias do concelho de Monchique.

«Para além das questões relacionadas com a saúde pública, pretende-se desta forma reduzir substancialmente os incómodos causados por gritos de acasalamento, lutas e cheiros resultantes da marcação de território, ao mesmo tempo mantendo os animais no importante papel de controlo da população de roedores», refere a autarquia em nota enviada às redações.

Para além da redução do número de animais nas ruas e do controlo populacional, a autarquia destaca ainda que a iniciativa «mobiliza ações de voluntariado e potencia o acolhimento e a adoção destes animais».

O protocolo prevê ainda  a recolha e esterilização de animais domésticos «pertencentes a pessoas com graves carências económicas comprovadas e que, desta forma, podem ter apoio médico-veterinário para os seus animais de companhia».

O protocolo foi assinado no Salão Nobre dos Paços do Concelho entre o presidente da Câmara Rui André e a presidente da Associação Animais de Rua, Maria Pinto Teixeira, sendo que também esteve presente a representante da Delegação de Lagos da Associação e a veterinária da Câmara de Monchique Ana Silva.

Comentários

pub
pub