Feira de Santa Iria de 2014 será maior e dá mais tempo de estacionamento gratuito na Pontinha

A secular Feira de Santa Iria regressa ao Largo de São Francisco, em Faro entre os dias 17 e 26 […]

Feira de Santa Iria_1A secular Feira de Santa Iria regressa ao Largo de São Francisco, em Faro entre os dias 17 e 26 de outubro e vai crescer, em 2014. Mais uma tenda e uma nova zona de restauração, no exterior são duas das novidades, que se juntam a uma boa notícia para a população: a extensão do período de estacionamento gratuito no Parque Subterrâneo da Pontinha, de modo a também cobrir os quatro dias úteis antes e depois do evento.

Nos últimos anos, tem sido regra a disponibilização deste parque de estacionamento, habitualmente taxada, durante o período da Feira, que ocupa praticamente toda a área do Largo de São Francisco, uma bolsa de estacionamento gratuito com cerca de 900 lugares que serve a zona histórica da capital algarvia.

«No entanto, a verdade é que o Parque está inutilizado mais tempo do que aquele que a feira dura», ilustrou Bruno Lage, responsável máximo pela empresa municipal Ambifaro, que organizado evento em parceria com a Câmara Municipal. Assim, nos dias úteis (aos fins-de-semana, não) entre 13 e 31 de outubro, qualquer pessoa poderá deixar o seu carro em qualquer um dos três pisos do Parque da Pontinha, sem ter de pagar.

Ali perto, no recinto da Feira de Santa Iria, também há novidades. «Teremos mais uma tenda, de 450 metros quadrados, que será destinada às atividades económicas. Este ano, temos mais expositores no setor de feira tradicional», revelou Bruno Lage.

A gastronomia, outro setor que atrai muita gente ao certame, também terá inovações. À zona de restauração coberta, numa das tendas, junta-se outra «no exterior, com zona de estar», onde haverá bancas de venda de Kebab, porco no espeto e até marisco.

Como sempre, também haverá divertimentos para miúdos e, também, para graúdos, nesta que é uma das maiores e mais antigas da região.

Feira de Santa Iria 2014«A origem da Feira de santa Iria, apesar de não ser precisa é, segundo alguns historiadores, anterior ao ano de 1596, altura em que o rei D. Filipe I lhe atribuiu a franquia (feira franca), isentando os mercadores e feirantes que se deslocassem a Faro de portagens e impostos, como forma de estimular a economia e a reconstrução da cidade que tinha sido destruída, pilhada e incendiada meses antes por um grupo de corsários ingleses comandados pelo conde de Essex», descreve a Ambifaro, numa nota de imprensa.

Hoje em dia, o certame, apesar de adaptado aos novos tempos, «continua a manter as suas características populares apresentando uma grande diversidade de atracções e motivos de interesse como os stands institucionais, exposições gerais, divertimentos para crianças e adultos, tasquinhas, artesanato, frutos secos, farturas, algodão doce, exposição de automóveis e maquinaria agrícola e a venda de produtos diversos».

A feira pode ser visitada, de segunda a quinta-feira, das 16 às 24 horas, na sexta-feira, das 16 à 1 hora, no sábado, das 14 à 1 hora e, no domingo, das 14 às 24 horas.

Comentários

pub
pub