Uma centena de ucranianos protestou em Faro contra situação no seu país

Uma manifestação juntou na tarde deste sábado cerca de uma centena de ucranianos e alguns portugueses, no jardim Manuel Bivar, […]

Uma manifestação juntou na tarde deste sábado cerca de uma centena de ucranianos e alguns portugueses, no jardim Manuel Bivar, em Faro.

O grupo, empunhando bandeiras da Ucrânia e cartazes com palavras de ordem em português, protestava contra a situação que se vive naquele país, onde se têm sucedido as manifestações contra a prepotência do Governo, reprimidas com violência pela polícia de choque.

«Quando a injustiça se torna lei, a resistência torna-se um dever», «Portugal ajuda-nos a parar o “autoritarismo moderno” na Ucrânia», «Ditadura criminosa na Ucrânia? Não! Nunca!» e «Eu sou ucraniano e não posso ficar calmo» eram algumas das palavras de ordem dos cartazes.

Os manifestantes em Faro apelavam a que o Governo e os cidadãos portugueses se juntassem à sua resistência contra a situação naquele país de Leste.

A crise política na Ucrânia rebentou no fim de Novembro, quando o Presidente Viktor Ianukovich suspendeu as negociações com a União Europeia para a assinatura de um acordo de cooperação económica e política, e aceitou um novo pacto comercial com a Rússia.

Depois de várias semanas de impasse, a violência escalou esta semana depois da morte de dois ativistas, alegadamente baleados pelas autoridades num confronto com manifestantes na Praça da Independência, em Kiev.

Nota: com fotos de João Neves dos Santos

Veja aqui mais fotos da manifestação.

 

 

Comentários

pub
pub