Cinema ao Ar Livre volta aos Claustros do Museu de Faro

O cinema volta a poder ser desfrutado ao Ar Livre, nos Claustros do Museu Municipal de Faro, entre os dias […]

O cinema volta a poder ser desfrutado ao Ar Livre, nos Claustros do Museu Municipal de Faro, entre os dias 18 e 31 de julho. O Cineclube de Faro vai oferecer dez longas-metragens noutros tantos dias e igual número de curtas portuguesas, «escolhidas de entre a melhor produção nacional».

Parte destas curtas-metragens estarão relacionadas com o festival Farcume, que a associação Faro 1540 promove, em parceria com o cineclube farense e servirão para aguçar o apetite para o festival, que se realiza em agosto. Para já, serão apresentados alguns dos filmes premiados em edições anteriores.

Associada à exibição dos filmes irá decorrer uma Feira do Livro. Aqui, será lançado o recém-editado livro «Geração Invisível: os Novos Cineastas Portugueses», com presença da autora. Livro que inspirou a escolha de cinco filmes de curta duração portugueses, de realizadores como «Sandro Aguilar, Filipe Melo ou do multi premiado João Salaviza».

«Quantos às longas, ressalta a grande qualidade delas, a sua diversidade geográfica e, igualmente, a variedade de géneros presente», realçou o Cineclube de Faro.

«Temos desde dramas psicológicos, como o oscarizado “O Mentor”, até filmes de intervenção política, como o chileno “Não”, a comédia tresloucada de Almodovar, a poesia do fantástico “As Bestas do Sul Selvagem”, o documentário musical sobre Stephen “Sugar” Segerman (filme que arrebatou o Óscar para Melhor Documentário), o pendor policial de Bellamy ou a dimensão metafisica do mexicano “Post Tenebras Lux”», revelou a organização.

O ciclo de Cinema ao Ar Livre do Cineclube de Faro tem o apoio financeiro da Direção Regional da Cultura do Algarve, «sem o qual não poderia ser realizada esta mostra», bem como apoio da Câmara de Faro.

Comentários

pub
pub