Universidade do Algarve abre inscrições para as provas dos maiores de 23 anos

Os interessados em ingressar na Universidade do Algarve através do concurso especial para maiores de 23 anos podem inscrever-se nas […]

Os interessados em ingressar na Universidade do Algarve através do concurso especial para maiores de 23 anos podem inscrever-se nas respetivas provas de 3 de janeiro a 3 de maio de 2013. Apenas pode candidatar-se quem tenha completado 23 anos até dia 31 de dezembro de 2012 e que, simultaneamente, não seja titular de habilitação ao ensino superior.

As inscrições podem ser feitas online (www.ualg.pt), por correio eletrónico (maioresde23@ualg.pt), ou presencialmente nos Serviços Académicos da Universidade do Algarve.

A prova, que inclui uma componente específica e uma componente de Língua Portuguesa, realiza-se no dia 1 de junho. Em Janeiro começam também as inscrições para os vários cursos que estão disponíveis para preparar os candidatos para estas componentes da prova. A seleção integra, ainda, a avaliação do currículo escolar e profissional do candidato e uma entrevista.

 

Mais de 40 cursos ao dispor dos candidatos

A Universidade do Algarve oferece aos maiores de 23 anos mais de quarenta cursos nas suas seis áreas de ensino: Artes, Literatura e História; Ciências Básicas e da Engenharia; Ciências da Vida, da Terra, do Mar e do Ambiente; Ciências Sociais, da Educação e da Formação; Ciências e Tecnologias da Saúde; Economia, Gestão e Turismo.

Questionado sobre a importância do Concurso Maiores de 23 para a Universidade do Algarve e para a região, João Guerreiro, reitor da UAlg, explica: “adotando a possibilidade de atrair estudantes com mais de 23 anos, os designados novos públicos, a Universidade está a abrir as suas portas a cidadãos que, no seu tempo, não tiveram possibilidade de ingressar no ensino superior. Após vidas profissionais, nalguns casos intensas e bem preenchidas, a Universidade está disponível para, sob certas condições, creditar essa experiência vivida e abrir a porta a estes cidadãos, admitindo que o conhecimento tácito adquirido é um elemento determinante na formação individual desses cidadãos”.

É este o desafio que a Universidade faz aos maiores de 23 anos: “apresentem-se nas provas que certificam formação específica e um domínio do português e estarão aptos a frequentar a Universidade, transportando para a reflexão, que se faz ao longo do curso, a vossa experiência e o saber acumulado na atividade prática”, salienta João Guerreiro.

Comentários

pub