Jack Soifer lança livro de afetos sobre o seu amor ao Algarve e ao Alentejo

«Este não é um livro sobre procura turística, não é sobre vinhos, não é sobre gastronomia. É um livro sobre […]

«Este não é um livro sobre procura turística, não é sobre vinhos, não é sobre gastronomia. É um livro sobre afetos». As palavras são de António Pina, presidente da Entidade Regional de Turismo do Algarve, no lançamento do mais recente livro de Jack Soifer, intitulado, muito a propósito, «Algarve/Alentejo, My Love».

O responsável máximo pelo Turismo algarvio salientou ainda que, «tendo uma formação técnica sólida, Jack Soifer é sobretudo um humanista, um homem de afetos».

O livro «Algarve/Alentejo, My Love» foi lançado esta quinta-feira, na sede do Turismo do Algarve, em Faro, perante uma plateia formada na sua maioria por pequenos e médios empresários e empreendedores de várias nacionalidades.

A obra reúne os melhores artigos de opinião que o consultor sueco escreveu para a imprensa durante oito anos. Entre os mais de 500 textos publicados em jornais e revistas de Portugal, Brasil, Espanha, Suécia e Reino Unido, foram escolhidos 25, com o objetivo de relançar a discussão sobre o turismo, a sustentabilidade e o emprego.

Na sessão de apresentação, Soifer explicou porque é que editou este livro: «ia tirar do meu computador uma série de artigos escritos em oito anos e eram perto de 500. Pensava: isto já não interessa, está ultrapassado. Mas não está! As oportunidades que refiro, em nichos de negócios, ainda não foram aproveitadas!».

Jack Soifer admitiu que este seu novo livro tem uma parte de emocional e outra de racional. No primeiro aspeto, ele referiu, por exemplo, o seu «maravilhamento com flores do Barrocal na Primavera ou as ondas no Outono». «Em cada estação do ano, há maravilhas no Algarve e no Alentejo».

Depois entra a parte racional: pensar «quais são os nichos de mercado que se poderia ir buscar para apreciar isto?». Daí que o livro também contenha «uma lista dos nichos e produtos que podem ser explorados e ainda não são». «As microempresas podem ter lucro e dar grande contributo para a economia do Algarve e do Alentejo, explorando estes nichos que ainda falta aproveitar, trabalhando para a exportação e para os turistas», acrescentou o consultor internacional. «Agora, na crise, é fundamental, mais do que nunca, aproveitar estes nichos e explorá-los!. A crise é oportunidade para mudarmos e para testarmos inovações e novos mercados».

«Vejo estes livros que tenho publicado ao longo dos anos como forma de dizer aos nossos empresários: olha, há mercado para isto! Mas é preciso formar clusters de mercado para exportar e com o turismo é igual. O sol e a praia, o golfe, congressos, são o bread and butter do turismo do Algarve. Mas toda a outra oferta, dos restaurantes, dos passeios, das flores, da natureza, o taxista, são elos dessa cadeia de turismo que está neste cluster. Essa oferta não é concorrente, é complementar». E criar esse cluster, estruturando-o, é fundamental para o turismo no Algarve, disse Jack Soifer.

Depois, como é costume na apresentação dos seus livros, o consultor internacional chamou a dar o seu testemunho pequenos empresários e outros empreendedores presentes na sala. E assim falou Alexandra Monteiro, da  Herdade Joia do Sul, um produtor de azeite com sede no Algarve e olival no Alentejo, que exporta quase toda a sua produção e ganha prémios internacionais, estando agora a desenvolver novos mercados, a consultora Ria van Doorn, uma holandesa que vive no Algarve há três anos e que faz da região a base para os seus negócios internacionais, ou o maestro e compositor Armando Mota, que interrogou: «com dinheiro da Europa construímos auditórios, temos uma muito boa orquestra, muitos bons hotéis, mas porque é que não conseguimos por tudo isto a funcionar em conjunto?»

Falou ainda Ana Carla Cabrita, guia de natureza e proprietária da empresa Walkin’Sagres, que promove actividades na Natureza em especial naquela zona do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, mas também está ligada à AlgarveTravelTv, um canal que produz informação sobre a oferta turística da região e já disponibiliza conteúdos em 200 hotéis.

Como comentou António Pina, no fim da sessão, «temos os ingredientes: temos o tijolo, a areia, os trabalhadores, mas não conseguimos construir a parede. Porquê?» «Falta-nos o governo regional», responderia o presidente do Turismo do Algarve, à sua própria questão.

O livro de Jack Soifer pode ser comprado na Fnac do AlgarveShopping, ou pedido diretamente ao autor, através do seu site.

 

Comentários

pub
pub