Cinco investigadores de instituições entre os futuros líderes científicos

O Instituto Médico Howard Hughes, uma organização filantrópica norte-americana, anunciou recentemente a sua lista de novos 28 investigadores que considera […]

O Instituto Médico Howard Hughes, uma organização filantrópica norte-americana, anunciou recentemente a sua lista de novos 28 investigadores que considera virem a ser os futuros líderes científicos nas suas áreas, nos seus países num período de dez anos.

Escolhidos de entre 760 candidatos, encontram-se cinco investigadores a trabalhar em instituições portuguesas, sendo quatro deles portugueses, a saber: Miguel Godinho Ferreira e Karina Xavier do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), Luísa Figueiredo do Instituto de Medicina Molecular (IMM), e Rui Costa e Megan Carey ambos da Fundação Champalimaud.

Um quinto cientista luso, Pedro Carvalho, a trabalhar no Centro de Regulação Genómica, em Barcelona (Espanha), também foi premiado

Ao todo estes cientistas irão receber daquela instituição fundos no valor de 2,5 milhões de euros para financiarem as suas investigações nas áreas do envelhecimento e estabilidade cromossómica, comunicação entre bactérias, parasitologia, neurociências e bioquímica estrutural de proteínas (na mesma ordem dos nomes dos investigadores).

Mais um sinal da excelência internacional da ciência que por cá se faz!

Comentários

pub
pub