86.000 pessoas passaram pelo AIA para assistir ao Mundial de Superbike

O Autódromo Internacional do Algarve acolheu este fim-de-semana a última etapa do Campeonato do Mundo de Superbike e Supersport. Um […]

O Autódromo Internacional do Algarve acolheu este fim-de-semana a última etapa do Campeonato do Mundo de Superbike e Supersport. Um evento que se viria revelar uma enorme festa, não só pela competitividade em pista, mas também pelo número de pessoas que se deslocaram ao Autódromo: 86.000.

Ficaram reservadas para hoje todas as corridas. Na primeira manga das Superbike e contrariamente ao que se esperava após o início da prova, o grande vencedor foi Carlos Checa (Ducati). O já Campeão do Mundo de 2011 arrancou de forma discreta para no final da prova dar o tudo por tudo e mostrar o porquê de ser o número 1.

No segundo lugar ficou o francês Svlvain Guintoli (Ducati), seguido do inglês Jonathan Rea (Honda).

Na segunda manga, Marco Melandri (Yamaha) foi quem subiu ao lugar mais alto do pódio, seguido de Eugene Laverty (Yamaha), fortemente aplaudido pelo público português, que mantém um enorme carinho pelo irlandês, que nas duas épocas passadas correu pela Parkalgar Honda nas Supersport.

Jonathan Rea (Honda) foi novamente terceiro classificado, sendo o único que garantiu um lugar do pódio nas duas corridas.

Nas Supersport, as atenções estavam centradas nos pilotos da Parkalgar Honda. Sam Lowes fez um brilhante arranque e tudo indicava que iria lutar pela primeira posição. Porém, uma queda obrigou o piloto da equipa algarvia a abandonar.

O foco passou então para Miguel Praia, que, contra todas as adversidades, terminou num brilhante oitavo lugar, o seu melhor resultado no AIA.

Mas, a vitória ficou nas mãos do já Campeão do Mundo Chaz Davies (Yamaha). David Salom (Kawasaki) ficou com o segundo lugar e James Ellison (Honda) com o terceiro lugar.

Nas Superstock 1000, Danilo Petrucci (Ducati) foi o vencedor e nas Superstock 600 M. VD Mark (Honda).

Para Paulo Pinheiro, administrador da Parkalgar, entidade que gere o Autódromo do Algarve ,este foi mais um evento de sucesso: “Apesar da conjuntura económica não ser a mais favorável, conseguimos superar as nossas melhores expetativas. Tivemos muito público nas bancadas e no ‘paddock’ e foi uma enorme festa. É um privilégio receber este Campeonato no nosso circuito”, rematou.

Finalizado que está mais um evento, o Autódromo Internacional do Algarve centra agora atenções no próximo fim-de-semana, altura em que recebe o Algarve Historic Festival.

Comentários

pub
pub