Monte Gordo vai ter «6 a 8» apoios de praia a funcionar este Verão

A praia de Monte Gordo vai ter «seis a oito» apoios de praia abertos no Verão deste ano. A perspetiva […]

A praia de Monte Gordo vai ter «seis a oito» apoios de praia abertos no Verão deste ano. A perspetiva inicial era que os 18 abrissem já nesta época balnear, mas houve «muitos atrasos» nas empreitadas.

Luís Romão, vice-presidente da Câmara de Vila Real de Santo António, explicou que «2018 é ainda um ano de transição» para que, «em 2019, tudo esteja a funcionar em pleno».

A praia de Monte Gordo foi um dos locais visitados esta quarta-feira, 6 de Junho, em mais uma fam trip da Região de Turismo do Algarve, destinada a agentes de viagens, operadores turísticos e jornalistas da região.

O vice-presidente explicou, na ocasião, que «da parte da Câmara está tudo a funcionar bem», mas houve «muitos atrasos com as empresas que fizeram as empreitadas», referindo mesmo «problemas graves».

Ainda assim, dos 18 apoios de praia previstos, todos ligados à restauração, dois já abertos, a que somarão os restantes até esse total de «seis a oito», previsto por Luís Romão. «É um processo moroso. Neste Verão, não vai tudo funcionar na totalidade, mas, em 2019, está tudo feito e já toda a gente se esqueceu destas pequenas dificuldades que são naturais», disse.

Os apoios de praia que não abrirem já são, contudo, «obrigados a fazerem as casas de banho», revelou ainda. Ao Sul Informação, Luís Romão explicou que a ideia passa por parar as obras, na parte exterior dos apoios, nos meses de Julho e Agosto, de maior afluência turística em Monte Gordo.

Certo é que, aquando do início das demolições dos antigos apoios, a previsão avançada por Conceição Cabrita, presidente da Câmara de VRSA, foi para que em Maio já todos os concessionários tivessem «os apoios de praia construídos».

Quanto aos concessionários, Luís Romão explicou, nesta visita à praia de Monte Gordo, que houve a preocupação em garantir que «os que estavam se mantivessem». «Alguns ficaram, outros não», disse.

O projeto de colocação destes novos apoios de praia faz parte do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura – VRSA e envolve, além da Câmara vilarrealense, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Capitania do Porto de VRSA.

Além desta reorganização e da construção de um passadiço de três quilómetros, já terminada, os projetos para Monte Gordo não se ficam por aqui.

Há ainda a requalificação da marginal daquela localidade, feita, em paralelo, com as obras na praia. O projeto incide sobre quatro áreas específicas da marginal: jardim (grupo nascente), praça do casino (grupo central), parque infantil (grupo poente) e calçadão, ao longo das quais serão colocados quiosques, esplanadas e estruturas de sombreamento.

Para Luís Romão, as «expetativas são muito grandes» para este conjunto de obras. «Acho que a praia de Monte Gordo pode vir a deixar de ser só praia de Verão. Este passadiço pode vir a ser o local para o passeio de domingo, de sábado, com as pessoas a virem cá beber um café», referiu.

Até porque, uma das «coisas que vamos ganhar é uma proximidade com o mar. As esplanadas antigamente não permitiam ver o mar e agora já o permitem. Isso é fantástico», considerou.

João Fernandes, presidente eleito da RTA, também participou na fam trip e considerou que a «Região de Turismo não podia estar mais de acordo com estes projetos que requalificam toda a oferta». «Esperemos que o projeto seja o sucesso que todos esperamos», concluiu.

 

Fotos: Gonçalo Dourado | Sul Informação

Comentários

pub
pub