Sporting/Tavira tem três ciclistas com «capacidade para ganhar a Volta a Portugal»

A vitória na Volta a Portugal em Bicicleta volta a ser o grande objetivo da equipa do Sporting/Tavira, apresentada na […]

A vitória na Volta a Portugal em Bicicleta volta a ser o grande objetivo da equipa do Sporting/Tavira, apresentada na quinta-feira, 1 de Fevereiro. Rinaldo Nocentini, Joni Brandão e Alejandro Marque são os principais trunfos dos algarvios para ganhar a prova. 

Estes são os principais corredores do Sporting/Tavira, mas ainda não está definido qual deles vai ser o escolhido como grande aposta para vencer a Volta a Portugal.

«Os três têm capacidade para ganhar. A esta distância, ainda não posso dizer quem vai ser a nossa aposta. Daqui até lá, acontece muita coisa. Esperemos que se apresentem a 100%, para eu ter uma dor de cabeça», disse Vidal Fitas, diretor desportivo do Sporting/Tavira, em declarações ao Sul Informação. 

Para conseguir vencer a emblemática prova, há três factores que se têm de conjugar. «A Volta ganha-se quando há qualidade, quando se programa bem a época e quando há uma pontinha de sorte. Temos de ter isso tudo. A qualidade existe, mas a programação só sabemos se é bem feita no final», considerou o diretor desportivo.

Vidal Fitas

O arranque oficial da temporada acontece este domingo, em Aveiro, mas a equipa algarvia já participou na prova Tropicale Amissa Bongo, no Gabão, onde Rinaldo Nocentini venceu duas etapas. «Estamos com bons índices físicos. O arranque foi positivo», resumiu Vidal Fitas.

No ano passado, por exemplo, a equipa foi bastante fustigada com lesões, o que levou até a que Joni Brandão falhasse a Volta a Portugal. «2017 não foi um ano fácil. Tivemos muitas lesões e não conseguimos mostrar todo o nosso potencial», disse o diretor desportivo da equipa algarvia.

Para esta temporada, o Sporting/Tavira apresenta três reforços: Alvaro Trueba (ex-Efapel), Nicola Toffali, vindo da equipa alemã Cycling 0711, e o russo Alexsandr Grigoryev (ex-Mutual Levante). Já os espanhóis Jesús Ezquerra e Óscar Brea, bem como o sul-africano Shaun-Nick Bester, saíram do plantel.

A equipa completa do Sporting/Tavira é constituída pelos italianos Rinaldo Nocentini e Nicola Toffali, pelos portugueses Joni Brandão, Frederico Figueiredo, David Livramento, Valter Pereira e Fábio Silvestre (que está lesionado), e pelos espanhóis Alvaro Trueba, Alejandro Marque e Mário González.

Para Vidal Fitas, a equipa este ano é «mais compacta». «Estamos mais sólidos. É o terceiro ano do projeto e o núcleo está definido. Nota-se muita confiança naquilo que esta equipa é capaz de fazer».

Antes do grande objetivo da época, ainda há uma Volta ao Algarve para correr, já de 14 a 18 de Fevereiro. Para esta prova, o Sporting/Tavira parte com a intenção de «fazer melhor do que no passado», aproximando-se dos lugares da frente.

Rinaldo Nocentini

«Não é fácil, pois é uma corrida com os melhores ciclistas do mundo. Estamos confiantes, ainda assim. No ano passado, colocámos dois homens nos 15 primeiros e queremos melhorar esse registo», perspetivou Vidal Fitas.

Presente na apresentação da equipa, Jorge Botelho, presidente da Câmara de Tavira, deixou o seu apoio ao Sporting/Tavira. «Estamos com vocês e vibraremos com vocês. O ciclismo é, para Tavira, uma forma de projeção além fronteiras», disse.

Já Custódio Moreno, diretor regional do Instituto Português do Desporto e Juventude, fez referência às duas «equipas de elite» que o Algarve tem: o Sporting/Tavira e o Louletano, esperando que tragam «vitórias» para a região.

 

 

Fotos: Pedro Lemos | Sul Informação

 

Comentários

pub
pub