pub
Imprimir

EN2 ganha rotunda de acesso à A22 em Faro (num sítio problemático)

Uma rotunda, que dará acesso à A22 (Via do Infante), vai nascer na EN2, no atual cruzamento para São Brás de Alportel e Estoi. O concurso para a obra é lançado nas «próximas duas semanas», com a futura rotunda a estar pronta «até ao final deste ano», segundo previsão de Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

Esta é uma zona da EN2 onde costuma haver acidentes pelo que a empreitada vai «resolver um dos problemas que temos na estrada», garantiu António Laranjo, presidente da empresa Infraestruturas de Portugal (IP).

A obra foi anunciada esta quarta-feira, 24 de Maio, na cerimónia de assinatura de um protocolo de valorização da EN2, e dará «iluminação» àquele troço, o «que contribui para a resolução do índice de acidentes, principalmente em período noturno», segundo a IP.

Esta zona também é muito frequentada por veículos pesados, algo tido em conta pela empresa pública, uma vez que a rotunda terá «dimensão suficiente por forma a garantir a fluidez de tráfego observado».

A intervenção que vai agora para o terreno custará 300 mil euros e era um desejo antigo, tal como o Sul Informação já deu conta. São Brás de Alportel será um dos concelhos a beneficiar com esta obra e Vítor Guerreiro, presidente daquela autarquia, diz mesmo que a construção da rotunda «é algo extraordinário».

«Fiquei bastante feliz com a notícia. É o primeiro passo de algo muito importante para o nosso concelho, seja para o seu desenvolvimento económico, seja para questões de segurança rodoviária», disse ao Sul Informação.

Também Rogério Bacalhau, presidente da Câmara de Faro, se diz «muito agradado» com a obra que vai «valorizar a EN2», até porque a ligação Faro/Estoi tem «muito movimento». «Esperemos que haja continuidade para outros projetos», explicou ao nosso jornal.

Por outros projetos, o autarca entende, por exemplo, a rotunda no cruzamento do Coiro da Burra, zona também de sinistralidade, ou a ligação da variante ao Chelote.

Quanto a estas futuras obras na EN2, Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas, nada adiantou aos jornalistas, dizendo que a construção desta rotunda era «prioritária», sendo «muito importante para Faro e São Brás de Alportel».

«Vamos fazer a obra mais importante no troço da EN2 no Algarve. Gradualmente, à medida que os recursos orçamentais o permitam, vamos continuar a intervir nas zonas da EN2 que mais o justifiquem», acrescentou.

No que diz respeito à assinatura deste protocolo de valorização da estrada que cruza Portugal, de Faro a Chaves, pelo interior, Luís Machado, presidente da Associação de Municípios da Rota da EN2 (AMREN2), disse que aos 29 concelhos associados da AMREN se juntarão «mais no futuro».

«Faremos da EN2 o maior exemplo de coesão nacional, juntando todos o municípios de Norte a Sul», explicou. É que, para o também autarca de Santa Marta de Penaguião, esta estrada pode ser «uma alternativa ao turismo do litoral».

Para tal será necessário, por exemplo, «um trabalho árduo ao nível da sinalética». O ministro do Planeamento considerou também que a EN2 tem as «condições» para «ser um grande produto turístico».

Por agora, uma das primeiras iniciativas de promoção da mítica estrada será a primeira edição da Ride Across Portugal, a decorrer de 28 de Maio a 3 de Junho. A prova, dividida em 5 etapas, ligará Trás-os-Montes ao Algarve, e irá atravessar um total de 11 distritos e 35 concelhos.

 

Fotos: Pedro Lemos e Pedro Miguel Duarte|Sul Informação

Comentários

pub