pub
Imprimir

Milionário francês investe 12 milhões de euros em complexo turístico de luxo na Senhora da Rocha

Francisco Martins, Miguel Saraiva, José Cardoso Botelho e Claude Berda, de pá na mão

O grupo Vanguard Properties, do milionário francês Claude Berda, vai investir 12 milhões de euros na construção do White Shell Beach Resort, junto à praia de Nossa Senhora da Rocha, no litoral do concelho de Lagoa.

A primeira pedra do empreendimento de luxo foi lançada esta terça-feira, pelo próprio empresário francês, e ainda por José Cardoso Botelho, diretor geral da Vanguard Properties em Portugal, e Francisco Martins, presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

Nos 38 mil metros quadrados do terreno, com vista para o mar e situado a escassas centenas de metros da costa, começam hoje a ser construídos os 55 apartamentos de tipologias T1 a T2 deste empreendimento turístico de quatro estrelas, que terá ainda piscinas aquecidas (interior, exterior e de crianças), um spa, ginásio, campos de ténis e de padel e «muito espaço verde de lazer».

José Cardoso Botelho, diretor geral do grupo em Portugal, revelou ao Sul Informação que a Vanguard Properties, que é, neste momento, «o maior promotor imobiliário português», com «400 milhões de euros já investidos em Portugal» e investimentos em curso em Lisboa, Comporta e Senhora da Rocha, está «a analisar três outras oportunidades no Algarve», uma delas também no concelho de Lagoa (Benagil) e as restantes duas em Armação de Pêra (Silves) e no Vau (Portimão).

 

Tendo em conta as restrições à construção e criação de novos empreendimentos, devido às regras do Protal, o que a Vanguard Properties tem feito é procurar projetos já licenciados, muitas vezes atualmente nas mãos dos bancos, para os concretizar.

Foi o que aconteceu com o terreno onde vai agora surgir o White Shell Beach Resort junto à praia da Senhora da Rocha, que, segundo revelou José Cardoso Botelho ao Sul Informação, «foi comprado ao Banif», já tendo a construção «licenciada», o que facilitou e acelerou o processo.

Ainda assim, a equipa liderada pelo arquiteto Miguel Saraiva teve «seis meses para fazer um upgrade forte no projeto», para o adaptar às características dos investimentos de luxo que a Vanguard Properties prefere.

O arquiteto Miguel Saraiva, da Saraiva + Associados, explicou ao nosso jornal que o trabalho da sua equipa passou, por exemplo, por «reduzir a área de construção do projeto original, para aumento da qualidade do espaço urbano, de modo a criar um produto de excelência com um serviço de excelência».

Os apartamentos, explicou, dividem-se na realidade em «moradias com apartamentos lá dentro», de baixa densidade e altura, «porque a morfologia de toda a envolvência é também de baixa densidade e quisemos respeitar essas características».

Miguel Saraiva considera que outra das «âncoras» do projeto do White Shell Beach Resort é o projeto de paisagismo, a cargo da ProAp: «houve um cuidado de qualidade quase extremo nas áreas comuns e nos espaços verdes», que representam «uma grande fatia do investimento».

Muito satisfeito com este importante investimento no imobiliário e no turismo do concelho de Lagoa está o presidente da Câmara Francisco Martins. «Este é o tipo de projetos e de investimentos, de luxo, que queremos para Lagoa», disse o autarca ao Sul Informação.

«Este foi um projeto acarinhado pela Câmara, até porque estava em risco de se perder a licença», tendo sido necessário reunir «as três partes» (investidor, autarquia e CCDRA) para «concretizar este projeto de alta qualidade».

Francisco Martins manifestou ainda a esperança de que o grupo Vanguard Properties do milionário francês venha a «abraçar outros projetos no concelho», nomeadamente os que estão «nas mãos dos fundos imobiliários dos bancos».

A construção já começou hoje, a cargo da empresa construtora NVE Engenharias, devendo o empreendimento, na fase de obra, criar 60 postos de trabalho. Quando estiver em funcionamento, serão criados seis postos de trabalho diretos e permanentes.

 

Quem é Claude Berda

O empresário francês Claude Berda, naturalizado suíço desde 2013, começou por desenvolver os seus negócios na área do audiovisual, sendo o fundador e proprietário do AB Groupe, empresa editora de 21 canais de televisão em França e detentora de importantes direitos no audiovisual.

O empresário é ainda responsável por grandes investimentos no setor imobiliário, em toda a Europa. Só em Portugal, já investiu 400 milhões de euros em Lisboa, Comporta e Algarve, preparando-se para continuar.

Claude Berda é considerado um dos 100 homens mais ricos de França, tendo mesmo assumido a 71ª posição, segundo um site especializado francês.

 

Comentários

pub
pub

Em foco

Sem conteúdo para mostrar

pub
Logo Lugar ao Sul
pub
pub