pub
Imprimir

Folar gigante adoça a boca a residentes e visitantes hoje em Olhão

Hoje é dia de folar na cidade de Olhão, gratuito e de vários tipos. Depois de ontem o tempo não ter ajudado, o empresário olhanense Filipe Martins, a Câmara de Olhão e a ACRAL adiaram para este domingo ao meio-dia a distribuição de 70 metros de folar aos residentes e visitantes, no Largo da Restauração, junto à Igreja Matriz de Olhão.

Para animar a boca dos que ali se dirigirem haverá quatro tipos de folares distintos, especialidades da pastelaria Kubidoce do chefe Filipe Martins que até já ganharam fama fora de portas. O tradicional folar de Olhão, enrolado e com muito açúcar à mistura, o de mel e azeite, o folar da serra e o folar de chocolate são as variedades à escolha.

Iguarias que chamaram a atenção ao editor da revista do famoso e mediático chefe britânico Jamie Oliver, que esteve no Algarve e conheceu o trabalho de Filipe Martins. «Eles estiveram aqui, ficaram impressionados e logo na hora tiraram fotografias e falaram comigo», contou Filipe Martins ao Sul Informação. Na ocasião, mostrou à equipa da revista Jamie «seis tipos de folares diferentes».

O jovem chefe pasteleiro olhanense não consegui distribuir ontem os folares, como estava previsto, apesar de ter já tudo preparado. E tudo quer, neste caso, dizer muito, já que estamos a falar de cerac de 300 quilos de bolo. «Estamos a falar de muito trabalho. Só para cozer demora 24 horas. Temos umas formas especiais para fazer o folar e só cada um dos módulos leva uma hora a cozer», revelou.

«Para fazer os bolos precisamos cerca de 300 ovos, 150 quilos de açucar, farinha, 10 a 12 litros de azeite. Depois leva aguardente de medronho, canela, erva-doce, mel, banha e manteiga», disse o chefe pasteleiro.

O dia despertou bem soalheiro em Olhão e tudo indica que a meteorologia vai ajudar e permitir que a distribuição se faça no Largo da Restauração. Mas, caso o tempo piore e chova, «já temos uma solução». «Vamos oferecer a instituições solidárias. Já pedi ao presidente da Junta para me dar uma lista das IPSS para lá ir levar», revelou Filipe Martins.

Filipe Martins abriu a  primeira pastelaria Kubidoce em Olhão há pouco mais de um ano e prepara-se para abrir nas próximas semanas a terceira unidade. A pastelaria original, junto à Igreja Matriz, «vai ficar um pouco maior e quero passar a trabalhar chocolate ao vivo», revelou o chefe.

O chocolate é, de resto, a grande paixão do empresário olhanense, que venceu o Festival do Chocolate de Óbidos em 2010.

«Quero diferenciar-me cada vez mais para o chocolate, fazer mesmo uma chocolataria. Quero ter muita variedade de chocolate. Já tenho bastante hoje, mas quero mais, tenho capacidade para isso», revelou Filipe Martins.

Comentários

pub