pub
Imprimir

Folar gigante adoça a boca a residentes e visitantes hoje em Olhão

Hoje é dia de folar na cidade de Olhão, gratuito e de vários tipos. Depois de ontem o tempo não ter ajudado, o empresário olhanense Filipe Martins, a Câmara de Olhão e a ACRAL adiaram para este domingo ao meio-dia a distribuição de 70 metros de folar aos residentes e visitantes, no Largo da Restauração, junto à Igreja Matriz de Olhão.

Para animar a boca dos que ali se dirigirem haverá quatro tipos de folares distintos, especialidades da pastelaria Kubidoce do chefe Filipe Martins que até já ganharam fama fora de portas. O tradicional folar de Olhão, enrolado e com muito açúcar à mistura, o de mel e azeite, o folar da serra e o folar de chocolate são as variedades à escolha.

Iguarias que chamaram a atenção ao editor da revista do famoso e mediático chefe britânico Jamie Oliver, que esteve no Algarve e conheceu o trabalho de Filipe Martins. «Eles estiveram aqui, ficaram impressionados e logo na hora tiraram fotografias e falaram comigo», contou Filipe Martins ao Sul Informação. Na ocasião, mostrou à equipa da revista Jamie «seis tipos de folares diferentes».

O jovem chefe pasteleiro olhanense não consegui distribuir ontem os folares, como estava previsto, apesar de ter já tudo preparado. E tudo quer, neste caso, dizer muito, já que estamos a falar de cerac de 300 quilos de bolo. «Estamos a falar de muito trabalho. Só para cozer demora 24 horas. Temos umas formas especiais para fazer o folar e só cada um dos módulos leva uma hora a cozer», revelou.

«Para fazer os bolos precisamos cerca de 300 ovos, 150 quilos de açucar, farinha, 10 a 12 litros de azeite. Depois leva aguardente de medronho, canela, erva-doce, mel, banha e manteiga», disse o chefe pasteleiro.

O dia despertou bem soalheiro em Olhão e tudo indica que a meteorologia vai ajudar e permitir que a distribuição se faça no Largo da Restauração. Mas, caso o tempo piore e chova, «já temos uma solução». «Vamos oferecer a instituições solidárias. Já pedi ao presidente da Junta para me dar uma lista das IPSS para lá ir levar», revelou Filipe Martins.

Filipe Martins abriu a  primeira pastelaria Kubidoce em Olhão há pouco mais de um ano e prepara-se para abrir nas próximas semanas a terceira unidade. A pastelaria original, junto à Igreja Matriz, «vai ficar um pouco maior e quero passar a trabalhar chocolate ao vivo», revelou o chefe.

O chocolate é, de resto, a grande paixão do empresário olhanense, que venceu o Festival do Chocolate de Óbidos em 2010.

«Quero diferenciar-me cada vez mais para o chocolate, fazer mesmo uma chocolataria. Quero ter muita variedade de chocolate. Já tenho bastante hoje, mas quero mais, tenho capacidade para isso», revelou Filipe Martins.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
pub