Castro Marim interrompe transporte social mas assegura apoio ao domicílio

Município voltou a ativar o programa “Castro Marim ainda + Solidário”

Adaptando-se às regras de um confinamento mais apertado, a Câmara Municipal de Castro Marim interrompeu o transporte social “Castro Marim mais Perto”, uma rede que assegurava a ligação das povoações mais isoladas às sedes das juntas de freguesia do concelho – Castro Marim, Azinhal e Odeleite. Em compensação, volta a garantir o apoio ao domicílio.

«Apesar da adaptação a todas as medidas de segurança e a criação de novas rotas e novos horários, ajustados à nova realidade pandémica, é essencial assegurar que a população do interior do concelho, que pertence maioritariamente a grupos de risco, fique o mais confinada possível, evitando deslocações a zonas onde existe maior risco», salienta a autarquia, em nota de imprensa.

Assim, para assegurar que nada falta a esta população, «que por si só já vive em situação de isolamento e, muitas vezes, sem rede social ou familiar de apoio», a Câmara Municipal voltou a ativar o programa “Castro Marim ainda + Solidário”, um serviço de apoio social que faz as compras necessárias, de bens de alimentares, produtos de higiene e medicamentos, e leva ao domicílio desta população fragilizada.

“Pela sua saúde, fique em casa. Nós ajudamos”, é o apelo do “Castro Marim Consigo ainda + Solidário”. Quem necessitar desta ajuda, deverá ligar para um dos seguintes contactos – 961 743 222 ou 281 510 747 – ou enviar email para secretariado.covid19@cm-castromarim.pt. Poderá fazê-lo entre as 10h00 e as 17h00, nos dias úteis.

 

 

 

 



Comentários

pub