Câmara pede contributos dos pescadores de Santa Luzia para a rota do polvo e do atum

Câmara de Tavira está apresentou candidaturas a Fundos da União Europeia

A comunidade piscatória de Santa Luzia, em Tavira, está a ser chamada a dar o seu contributo para o projeto de criação de rotas do polvo e atum, numa sessão marcada para sábado, dia 14, às 16h30, no salão da Junta de Freguesia local.

Após ter apresentado a candidatura a “Roteiros da pesca de Santa Luzia – Rota do polvo e Rota do atum”,  ao Grupo de Ação Local Pesca do Sotavento do Algarve, a autarquia quer os contributos dos pescadores desta aldeia piscatória, numa sessão onde estarão presentes membros do executivo e técnicos da Lais de Guia – Associação do Património Marítimo.

«O projeto visa uma investigação histórica, cultural, antropológica e biológica sobre a pesca do polvo e do atum nesta freguesia do concelho, a qual passa pela recolha documental e histórica, pelo estudo das artes de pesca do atum e do polvo, assim como das embarcações e da sua evolução ao longo dos anos», descreve a Câmara.

Como complemento, «e por forma a dar conhecimento público da pesquisa, prevê-se, entre outras ações, a realização de um filme promocional, a colocação de sinalética relativa à rota, uma exposição itinerante, um catálogo fotográfico e workshops».

Para levar a cabo este projeto, serão necessários cerca de 138 mil euros mais IVA, que serão comparticipados em 85% pelo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas – FEAMP.

Comentários

pub
pub