Morte de Mendonça Neves «é perda cultural» para o Algarve

Direção Regional de Cultura do Algarve emitiu nota de pesar

A morte de Alberto Mendonça Neves é «uma perda cultural para a região algarvia e para a cidade de Faro em particular», considerou hoje a Direção Regional de Cultura do Algarve (DRCAlg).

Esta entidade emitiu uma nota de pesar, na sequência do falecimento de Mendonça Neves, médico psiquiatra, que ajudou a fundar e dirigiu durante duas décadas a Associação de Saúde Mental do Algarve (ASMAL), que também foi um homem de cultura, fundador do Cineclube de Faro e da Tertúlia Farense.

Também foi «dirigente do Círculo Cultural do Algarve e um dos fundadores da CIVIS – Associação para o Aprofundamento da Cidadania», recorda a DRCAlg na nota de pesar que emitiu, onde lamenta a morte de Mendonça Neves e dirige «os mais sentidos pêsames à sua família e amigos».

As cerimónias fúnebres estão marcadas para quinta-feira, dia 5.

Comentários

pub
pub