Cristóvão Norte confessa misto de tristeza e de alegria por mais um mandato no Algarve

Algarve foi único círculo eleitoral onde PSD elegeu mais um deputado

O PSD ganhou mais um deputado no Algarve, passando de dois para três mandatos. Cristóvão Norte, que era o cabeça de lista, confessou ao Sul Informação estar a viver um misto de «tristeza pela circunstância de, a nível nacional, não podermos traduzir as nossas opções políticas governando», que «contrasta flagrantemente com a alegria pelo facto de o Algarve nos ter outorgado um número de mandatos maior do que o que já tínhamos».

«Julgo que somos o único circulo eleitoral em que o PSD aumenta o número de mandatos», acrescentou, em declarações ao nosso jornal.

No Algarve, além de Cristóvão Norte, que assim volta ao Parlamento, foram ainda eleitos dois novos deputados: Rui Cristina, de Loulé, e Ofélia Ramos, de Faro.

No balanço que fez ao Sul Informação, Cristóvão Norte salientou que «a «campanha tem algum significado».

«Uma franja esmagadora de eleitores votam por causa de questões nacionais, e só uma franja residual vota por questões locais ou regionais, em função de um cabeça de lista, de um programa, de uns candidatos, do quadro regional. As questões nacionais prevalecem», admitiu.

Ainda assim, o atual deputado salientou que a campanha do PSD no Algarve «foi de grandíssima proximidade e deu os seus frutos, que se traduzem na obtenção de mais um mandato».

Esse mandato, lamentou, «não nos servirá para governar, mas, no plano do reforço do PSD, a nível regional, é uma questão de importância maior».

Os deputados social-democratas algarvios irão agora «reforçar o escrutínio que faremos ao executivo», não esquecendo as suas propostas: «novo hospital e fixação de médicos, aposta na mobilidade, designadamente na ferrovia e na EN125, de Olhão a Vila Real de Santo António, diversificação da economia do Algarve, para que a região não fique num grau de exposição que a ponha na primeira linha de um tsunami que se pode verificar com o Brexit, e as questões da habitação, que são primaciais neste momento».

«A nós, o que nos preocupa é criar uma região melhor» e garantir a «necessidade de o Algarve seja tratado como as outras regiões», concluiu.

 

Clique aqui para conhecer todos os resultados eleitorais do Algarve

 

 

Comentários

pub
pub