E que tal um festival na Marina de Albufeira para mostrar que o Verão nunca acaba?

Festival tem entrada gratuita e cartaz musical forte e diversificado

O Outono só começa este ano a 23 de Setembro, pelo que a data escolhida para a primeira edição do festival Never Ending Summer, na Marina de Albufeira, não podia ser mais certeira. Desde as 18h00 de dia 20 até à meia noite de dia 22, haverá muita música, gastronomia, artesanato, desporto, uma regata de vela, exposições, tudo para mostrar que, em Albufeira, «o Verão nunca acaba».

«O Never Ending Summer junta muitos ingredientes e muitas iniciativas – gastronomia, regatas, artesanato, desporto, forte programa musical – e tem como grande objetivo que as pessoas de Albufeira se revejam aqui, porque esta Marina é delas», anunciou João Amaral, administrador da Marina de Albufeira, entidade que organiza a iniciativa.

«No ano passado, começámos com o Classic Weekend, mas desta vez vamos bem mais longe», acrescentou João Amaral, durante a apresentação do novo evento, que teve lugar esta segunda-feira de manhã, à beira da água, na Marina de Albufeira.

Uma das vertentes em destaque é a da gastronomia. Ou não fosse este novo festival o herdeiro da iniciativa na qual, precisamente há um ano, se confecionou a maior cataplana do mundo, um record com direito a inscrição no livro do Guiness.

O festival da Cataplana vai, assim, decorrer em cinco restaurantes, poucos dias depois de se ter cumprido um ano sobre a consagração da gastronomia de Albufeira como uma das 7 Maravilhas de Portugal.

 

João Amaral, administrador da Marina de Albufeira

Ricardo José, coordenador do Never Ending Summer, salientou também que «as regatas têm um número recorde de embarcações inscritas, já são 40», enquanto «os carros clássicos, perto de uma centena de magníficas máquinas, vão desfilar pela cidade, no domingo». O desfile começa às 11h00 de dia 22, na Marina, percorrendo depois, em ritmo lento, as ruas da cidade de Albufeira, para regressar ao ponto de partida, onde os bólides de outros tempos ficarão para serem apreciados por todos.

Mas haverá ainda uma exposição de carros clássicos dos bombeiros, das corporações de Albufeira, Olhão, Faro e Monchique.

Quanto ao cartaz musical, há uma «aposta muito forte» e «para todos os gostos», de modo a «tornar este evento memorável». A abrir, no dia 20, sobe ao palco o rock dos Iris. No dia 21, será a vez dos Anjos, com um concerto que traz «muita surpresa». Finalmente, no domingo, 22, a fechar, o tempo andará para trás com «The Bitols», um concerto de tributo aos Beatles.

No desporto, além da regata de vela, haverá uma marcha-corrida, uma mostra de BTT com a parceria da Extremo Sul e ainda demonstrações do Corpo Nacional de Escutas.

«Queremos que as pessoas levem daqui as cores, os sabores e as experiências de momentos bem passados, para que queiram sempre voltar à Marina de Albufeira», concluiu Ricardo José.

 

José Carlos Rolo, presidente da Câmara de Albufeira

José Carlos Rolo, presidente da Câmara de Albufeira, salientou que, com este Never Ending Summer, «o que queremos dizer é que Albufeira é um destino para o ano todo». «Queremos, e temos feito uma grande aposta nesse sentido, que a atividade deste destino turístico se mantenha não apenas durante o Verão do calendário, mas se mantenha ao longo do ano».

Quanto ao festival em si, o autarca considerou que «é um nome feliz e o conteúdo também. A diversidade de atividades é de louvar e temos a certeza que vai corresponder às expectativas e interesses de um leque alargado de pessoas».

O presidente da Câmara de Albufeira aproveitou ainda a apresentação desta primeira edição do Never Ending Summer para fazer um anúncio: é que a Marina de Albufeira deverá, em breve, ficar mais ligada à baixa da cidade, com a construção de um passadiço.

João Amaral, administrador da Marina, não cabia em si de contente: «esta é a primeira vez que, em público, um presidente da Câmara de Albufeira assume que vai avançar com este projeto, que é muito desejado por nós», disse, em declarações ao Sul Informação.

José Carlos Rolo revelou que «temos como objetivo desenvolver um conjunto de passadiços desde a Rocha Baixinha até aos Salgados. Será com recurso a fundos europeus e acontecerá de forma faseada».

A organização do Never Ending Summer pertence à Marina de Albufeira, que pretendeu criar um evento abrangente, pensando especificamente nas pessoas de Albufeira.

Este ano, seja por mar ou por terra, há muitos caminhos que vão dar ao Never Ending Summer, que tem entrada gratuita.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues | Sul Informação

 

Clique aqui para conhecer o programa completo do festival Never Ending Summer:

 

 

Comentários

pub
pub