Portimonense falha final da Copa Ibérica após perder nos penáltis com Getafe

Algarvios vão jogar partida de 3º e 4º lugar com o Betis de Sevilha

O Portimonense até empatou 0-0 no tempo regulamentar, mas, nos penáltis, foi derrotado pelo Getafe, de Espanha, no jogo das meias finais da Copa Ibérica de futebol, disputado este sábado, 20 de Julho, no Estádio Municipal de Portimão.

Para a estreia nesta competição, António Folha apostou num 11 com muitas caras conhecidas da época passada, mas em que também estiveram os reforços Rômulo, Castilho e Koki Anzai.

O Portimonense entrou melhor, com maior intensidade de jogo, e teve a primeira oportunidade para se adiantar no marcador aos 9 minutos. Rômulo bateu um livre à entrada da área que obrigou o guarda-redes do Getafe a uma defesa apertada. Jadson, na recarga, ainda atirou ao poste.

 

 

A primeira parte foi, quase sempre, jogada a ritmo lento (como é típico da pré-época). Os algarvios apresentaram, porém, uma ideia de jogo já mais consolidada, fruto também de muitos dos jogadores já se conheceram da época passada.

Aos 19′, o Portimonense teve uma oportunidade soberana para marcar. Uma boa jogada de ataque terminou com Rômulo e Castilho no frente a frente com o guarda-redes espanhol. Rômulo quis servir o colega de equipa, mas Ruben Yáñez antecipou-se e agarrou a bola.

O primeiro sinal de perigo do Getafe surgiu aos 26 minutos, por intermédio de Jack Harper. O avançado escocês rematou fora da área para uma defesa fácil de Ricardo Ferreira. Aos 36′, nova chance para os espanhóis, com Mata, após cruzamento e já na pequena área, a rematar perto do poste.

Na segunda parte, a equipa espanhola mudou os 11 (!) jogadores e apareceu com mais perigo junto da baliza de Ricardo Ferreira. Já o Portimonense, em toda a segunda parte, caiu de rendimento e raramente teve um ataque de verdadeiro perigo.

 

 

Em período de descontos, Beto, contratado pelos algarvios ao Olímpico do Montijo, teve a hipótese de adiantar o Portimonense no marcador, mas permitiu o corte, in extremis, do defesa do Getafe.

Com o empate no tempo regulamentar, o jogo teve de ser decidido nos penáltis, com os espanhóis a ganharem por 3-2. Para o Portimonense falharam William, Jorge Vilela e Ruster. Já, do lado do Getafe, apenas Arambarri não marcou.

A derrota impede os algarvios de disputarem a grande final da Copa Ibérica que vai opor FC Porto e Getafe. O Portimonense jogará, às 11h30, deste domingo, dia 21, o jogo de 3º lugar frente ao Betis de Sevilha.

 

 

Fotos: Nelson Inácio | Sul Informação

Comentários

pub
pub