Lagoa homenageou Palma Inácio, o seu «herói da resistência»

Palma Inácio, nascido em Ferragudo, foi um conhecido opositor ao Estado Novo

A Câmara de Lagoa e a Junta de Freguesia de Ferragudo promoveram a conferência “Palma Inácio, um Herói da Resistência” para homenagear «este herói nacional que nasceu em Ferragudo», no dia 15 de Julho.

A iniciativa, que também serviu para assinalar os 10 anos da morte do homenageado, contou com a presença do escritor Luís Vaz, o autor da biografia de Hermínio da Palma Inácio, e de João Soares, ex-ministro da Cultura.

Nascido em Ferragudo em 1922, Palma Inácio notabilizou-se como um dos principais resistentes ao Estado Novo, «tendo, ao longo da sua vida, protagonizado histórias reais dignas de um filme, entre as quais se contam duas fugas bem-sucedidas, uma, dos calabouços da PIDE, no Porto, e outra, do Aljube», segundo a Câmara de Lagoa.

«Diversas ações revolucionárias, como a “Operação Vagô”, a “Operação Mondego” e a “Operação Covilhã”, tornaram Palma Inácio célebre pela luta de libertação do seu país do fascismo», acrescentou a autarquia.

«O revolucionário ingénuo, como o caracterizava a poetisa Natália Correia, foi um dos homens mais temidos pela ditadura. Recusou sempre, na sua modéstia, o estatuto de herói. Mas jamais poderá recusar o lugar cimeiro que a História da luta contra a tirania lhe reserva. Portugal continua a ter memória e a Freguesia de Ferragudo e o Concelho de Lagoa jamais esquecerão este seu filho. A prová-lo, está a homenagem de que foi alvo, em 1 de Maio de 2007, com a presença de Hermínio da Palma Inácio e do seu amigo Mário Soares, na qual foi descerrada simbolicamente uma lápide com a seguinte inscrição: “Largo Palma Inácio, Herói da Resistência”», concluiu a Câmara.

 

Comentários

pub
pub