Alunos de VRSA levam quatro projetos à Mostra Nacional de Ciência

Alunos da Secundária de VRSA também participam no Concurso de Jovens Cientistas

Alunos da Escola Secundária de Vila Real de Santo António vão participar na Mostra Nacional de Ciência, que vai decorrer entre os dias 30 de Maio e 1 de Junho, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

Ao todo, são quatro os projetos apresentados por estudantes vila-realenses e que estão entre os 97 apresentados por um total de 247 jovens cientistas de 43 instituições de ensino de todo o país.

Os projetos algarvios são todos na área das ciências sociais. Os alunos Bárbara Lopes Pereira e Miguel Gonçalves Lança, coordenados pelo professor Paulo Silva, apresentaram o projeto “A importância da floresta autóctone na prevenção dos incêndios”. O mesmo docente ajudou Rute Ferreira Correia e Luana Oliveira Matias a fazer o projeto “Análise da problemática dos resíduos em VRSA – a separação ambiental efetuada nas escolas da cidade”.

“Eutanásia – O Novo Problema no Mundo” foi o tema escolhido pelas alunas Diana Matias Serrano e Márcia Botequilha Ferreira, que foram orientadas pelo professor Luís Miguel Neves. O outro projeto vila-realense chama-se “Todos pelo Ambiente – A Problemática dos Plásticos”, foi realizado por Diogo Néné Nunes e Simão Campos Domingues e coordenado por Paulo Silva.

A Mostra Nacional de Ciência, considerada uma das maiores a nível europeu, engloba o Concurso de Jovens Cientistas, que «pretende promover a realização de projetos científicos inovadores nas escolas, incentivar o empreendedorismo qualificado e favorecer o aproveitamento económico do conhecimento científico e tecnológico», segundo a Fundação da Juventude, que coorganiza o evento com a Ciência Viva e Câmara do Porto.

«Os 247 jovens, coordenados por 67 professores participantes, concorrem a um valor global de 50 mil euros em prémios, distribuídos entre prémios monetários (10 mil) e participações internacionais (40 mil)», acrescenta.

É a partir deste encontro de ciência que a própria Fundação da Juventude, enquanto promotora do Concurso de Jovens Cientistas e da Mostra Nacional de Ciência, seleciona os projetos destinados a representar Portugal em competições europeias e internacionais de ciência, como seja a Final Europeia, organizada pela Comissão Europeia, a ISEF nos EUA, a CASTIC em Macau, a Expo-Science no Luxemburgo, a Zientzia Azoka em Espanha, a ESI nos Emirados Árabes Unidos, a Semana de Investigação nos Alpes Suíços e a MOSTRATEC no Brasil.

A avaliação e a seleção dos trabalhos, cabe a um júri coordenado pela Ciência Viva, «o qual integra professores, investigadores e personalidades de reconhecido mérito das diferentes áreas científicas envolvidas».

Comentários

pub
pub