PCP promove Audição Pública sobre a Contagem Integral do Tempo de Serviço dos Professores

Audição tem lugar em Faro, nas vésperas da votação na Assembleia da República da iniciativa que o PCP tomou

Uma Audição Pública sobre a Contagem Integral do Tempo de Serviço dos Professores , com a participação de Paulo Sá, deputado do PCP na Assembleia da República, eleito pelo Algarve, está marcada para o próximo dia 15 Abril, às 10h30, na sala de reuniões do edifício sede da Junta da União das Freguesias de Faro (Sé/São Pedro).

Como é do conhecimento público, o PCP apresentou, no passado dia 22 de Março, um pedido de Apreciação Parlamentar ao Decreto-Lei n.º 36/2019, de 15 de Março, que “mitiga os efeitos do congelamento ocorrido entre 2011 e 2017 na carreira docente”, considerando que “o tempo de serviço é tempo trabalhado que tem de relevar para a progressão na carreira”.

“Isso é o que se encontra estabelecido nas Leis do Orçamento do Estado para 2018 e para 2019. Por isso, o PCP propõe a contabilização integral do tempo de serviço: 9 anos, 4 meses e 2 dias”, acrescentavam os comunistas no seu pedido de Apreciação Parlamentar.

A audição que se realizará em Faro, nas vésperas da votação na Assembleia da República da iniciativa que o PCP tomou, visa aprofundar, com os professores e suas organizações sindicais, a discussão sobre esta importante luta que também tem sido travada no Algarve.

Comentários

pub
pub