No Boa Esperança, “A Culpa é do Cu…meta”

Boa Esperança Atlético Clube Portimonense volta a cumprir a tradição e leva a cena um novo espetáculo de Revista à Portuguesa

A Revista à Portuguesa volta a Portimão e, desta vez, “A Culpa é do Cu…meta”. O Boa Esperança Atlético Clube Portimonense mantém uma tradição anual com mais de 50 anos e estreia a 8 de Março, às 21h00 um espetáculo onde o humor e a boa disposição imperam.

A partir desse dia, “A Culpa é do Cu…meta” pode ser vista às sexta e sábados às 21h00 e aos domingos, às 14h30 e às 17h30, sempre na sala do Boa Esperança. Os bilhetes ser reservados entre as 15h00 e as 21h00 pelos números 282422 976 e 967188290, através dos quais devem ser solicitadas mais informações.

Com textos originais de Carlos Pacheco, esta revista com crítica bem-humorada será representada em palco por Carlos Pacheco, Telma Brazona, Flávio Vicente, Sandra Rodrigues, Soraia Correia e Lurdes Carriçal.

Em 2019, o espetáculo a apresentar é «uma crítica mordaz ao estado da nação, onde a culpa morre quase sempre solteira. A desculpa mais usada pela nossa “Geringonça”, onde os “Políticos nos dão “Tanga”, com os “Bancos a Falir”, “Portagens para pagar”, “Gasolina a Subir” e a “Saúde a Definhar”».

«Este é um espetáculo cheio de brilho, onde poderá viajar de avião até Marte sem sair do seu lugar. Encontrará Dolores Aveiro no aeroporto da Madeira e é ela, a mãe do Ronaldo, que marcará golos à maneira, seja ela italiana, espanhola ou brasileira. Em Alcochete saudaremos, ao pontapé e canelada, o plantel leonino, que futebol, não joga nada», descreve a Câmara de Portimão.

Carlos Pacheco

«Num circo bem moderno, com uma estrela cintilante, uma vedeta irá cantar, num momento inesquecível. Na escola de Ballet, vestidos a preceito, os alunos de pernas tortas, não têm jeito para dançar. A marioneta não quer ficar presa, na vida tem um sonho, ser livre e poder amar. Na Corrida à Portuguesa, um passo “doble” vão dançar, com os campinos e o cavaleiro, vai o PAN protestar. “Desencalhados à Primeira Vista” é o quadro final, um casal que vem do Porto para a noite nupcial», acrescenta a autarquia.

Nesta peça, cada ato terminará de «forma soberba, sendo o público convidado a uma viagem pelo mundo de hoje com todos as suas situações hilariantes, proporcionando uma noite de gargalhadas».

O Boa Esperança tem vindo a manter bem viva a tradição da Revista à Portuguesa em Portimão. Esta arte «tem crescido e evoluído ao longo destes anos, transformando uma comédia local, inicialmente intitulada Revista de Carnaval, num grande espetáculo de sucesso nacional, que depois de estar em cena em Portimão, anda em digressão pelo país com uma sátira acutilante que faz rir todos sem exceção».

“A Culpa é do Cu…meta” tem o patrocínio oficial da Câmara Municipal de Portimão e o apoio institucional da Junta de Freguesia de Portimão.

Comentários

pub
pub