Portimonense empata com Braga e volta a travar candidato ao título

Algarvios marcaram primeiro, mas deixaram-se empatar

O Portimonense empatou 1-1 com o Sporting de Braga, em jogo da 17ª jornada da I Liga, disputado esta quinta-feira, 10 de Janeiro. Depois de Sporting e Benfica, os algarvios voltaram a travar um candidato ao título, em Portimão.

Sem Nakajima, ainda a contas com uma lesão, António Folha apostou em Wellington para o lugar do japonês e a escolha acabou por se revelar acertada.

Apesar de ter sido o Braga a causar o primeiro lance de perigo logo ao minuto 1 por intermédio de Paulinho, acabou por ser o Portimonense a inaugurar o marcador.

Aos 3′, Dener cruzou da direita e a bola atravessou todo o campo até chegar aos pés de Wellington. O extremo brasileiro recebeu o passe, cortou para dentro e rematou para o fundo das redes, deixando o guarda-redes bracarense mal na fotografia. Estava feito o 1-0.

Festejos do golo

A partir daí, e durante dezenas de minutos, o Portimonense mostrou toda a qualidade tem. As jogadas de ataque organizado sucederam-se, com Paulinho em destaque. Não houve grandes oportunidades de golo, é certo, mas a equipa algarvia conseguiu, com este futebol de ataque, encostar o Braga à defesa.

A turma de Abel Ferreira acordou aos 15′ com um lance de perigo por intermédio de Paulinho. O avançado bracarense recebeu um passe, ficou isolado, mas Ricardo Ferreira parou o remate com uma grande defesa.

O Portimonense perdeu algum do fulgor inicial, mas continuou a dominar o jogo, não dando grandes chances de golo ao Braga que só voltou a levar verdadeiro perigo à baliza aos 38′, com um cabeceamento de Dyego Sousa. Abel Ferreira, treinador do Braga, já não viu este lance a partir do banco pois foi expulso, aos 37, por protestos.

Se na primeira parte foi o Portimonense a marcar cedo, na segunda foi o Braga. Logo aos 49′, Dyego Souza restabeleceu o empate, após um canto batido pela direita e num lance em que Ricardo Ferreira, guarda-redes do Portimonense, não fica isento de culpas.

O tento fez bem ao Braga que, aos 53′, até voltou a marcar, por intermédio de Dyego Souza, mas o lance foi anulado por fora de jogo do avançado brasileiro.

O jogo entrou depois numa toada morna, sem haver hipóteses de golo de parte a parte, apesar de a equipa algarvia parecer ter um pequeno ascendente no jogo.

Aos 74 minutos, o perigo voltou a rondar as balizas, fruto de um grande remate de João Novais, de fora da área, que obrigou Ricardo Ferreira a uma defesa apertada. Apenas um minuto depois, o Portimonense também teve oportunidade de fazer o 2-1, com Jackson a quase aproveitar uma defesa incompleta de Tiago Sá.

Já em período de descontos, as duas equipas tiveram, mais uma vez, lances claros de golo. Aos 91′, Paulinho, do Braga, rematou dentro da área, mas Ricardo Ferreira defendeu, e, um minuto depois, foi Tabata a ter tudo para fazer o 2-1, mas escorregou na hora do remate.

A partida ficaria mesmo empatada 1-1, num resultado que permitiu ao Portimonense voltar a travar um candidato ao título, a jogar em casa.

Os algarvios têm, agora, 24 pontos e ocupam, à condição, o 8º lugar na I Liga.

 

Fotos: Nelson Inácio | Sul Informação

Comentários

pub
pub