Detido homem que agredia e perseguia a ex-companheira em Portimão

Após o fim de um namoro de oito anos, o agressor começou a ameaçar a vítima e chegou a agredi-la

Um homem de 51 anos que agrediu e perseguiu a ex-companheira durante meses, em Portimão, foi detido por violência doméstica.

Segundo o Ministério Público, que ordenou a detenção na sequência de uma investigação da secção de Portimão do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro, o agressor e a vítima, de 55 anos, separam-se «após um namoro de oito anos».

«O arguido não aceitou essa separação e, a partir de Abril do corrente ano, passou a ameaçar a ofendida, a abordá-la no local de trabalho e no interior do prédio onde aquela reside, em Portimão, e a agredi-la», segundo o MP.

O homem foi submetido a primeiro interrogatório judicial, esta quinta-feira, e «ficou proibido de permanecer no concelho de Portimão, exceto em circunstâncias específicas que forem autorizadas pelo tribunal».

«O arguido não pode, igualmente, contactar por qualquer meio a ofendida e aproximar-se ou permanecer na sua residência ou local de trabalho. Essas proibições passaram a ser vigiadas por meios técnicos de controlo à distância.

A vítima tem proteção por teleassistência», acrescentou o Ministério Público, que contou com a ajuda da Polícia de Segurança Pública de Portimão.

Comentários

pub
pub