Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais reforçado até ao final de Outubro

Previsões do Instituto Português do Mar e Atmosfera motivam decisão do Governo

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais vai ser reforçado, até ao final deste mês de Outubro, decidiu o Ministério da Administração Interna. 

Em causa estão as «previsões meteorológicas para a segunda quinzena de Outubro disponibilizadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC)», justifica a tutela.

Assim, até 31 de Outubro, o dispositivo terrestre será reforçado com mais 624 bombeiros. Cerca de 500 militares do GIPS da GNR serão empenhados em ações de vigilância e fiscalização.

Quanto aos meios aéreos, «vão manter-se disponíveis 10 helicópteros ligeiros em regime de locação, três helicópteros ligeiros propriedade do Estado, seis aviões anfíbios médios e três helicópteros pesados».

«Foi ainda decidido o incremento das ações de vigilância e fiscalização por parte da GNR e da PSP nas suas áreas de competência e o reforço da vigilância móvel terrestre, com base no empenhamento de patrulhas das Forças Armadas, sobretudo nas áreas mais sensíveis e vulneráveis», adianta o Ministério.

No âmbito da Rede Nacional de Postos de Vigia, mantêm-se em funcionamento até ao dia 6 de Novembro os postos da rede primária.

Comentários

pub
pub